Passeio de segway em Bratislava

Pensei que me ia espatifar mas, afinal, o marketing é genuíno. É muito fácil e divertido andar de segway, como pudemos constatar na capital da Eslováquia

Estes veículos ecofriendly de duas rodas já conquistaram muitas cidades turísticas mas, apesar do Pedrinho andar de olho neles há algum tempo, a ocasião ainda não se tinha proporcionado. Isso mudou em Bratislava, cidade que visitamos em apenas um dia. Impunha-se aproveitar bem o tempo mas sem esgotar todas as energias, até porque ainda teríamos que regressar a Viena nessa noite.

Fizemos o passeio com a Bratislava Segway (Rua Laurinska 134/3, no centro histórico) e ficamos rendidos a esta forma inusitada e rápida de explorar um destino. Assinados os termos de responsabilidade e recebidas algumas instruções, praticamos um bocado antes de nos aventurarmos na real life.

Rapidamente apanhei o jeito mas, ainda assim, não tão depressa como o pequeno explorador: como a maioria das crianças, parecia que tinha nascido com rodas nos pés.

Confesso que tive um pequeno percalço, ao tentar conduzir a fotografar ao mesmo tempo. A roda tocou na ponte e o segway bloqueou. Podem evitar as minhas figuras tristes, porque há várias paragens estratégicas para as explicações e fotos. O passeio de segway é muito tranquilo.

Começamos por atravessar a Starý Most, a velha ponte ferroviária sobre o Danúbio, em direção à margem oposta. Ali fica o Sad Janka Krala, o maior espaço verde da cidade e um dos parques públicos mais antigos da Europa central. Muito querido entre os habitantes, o parque transforma-se numa praia na altura do estio: há areia, há espreguiçadeiras ao sol, há grandes relvados onde as crianças se refrescam com a rega automática…

Ali mora a estátua do mais significativo e radical dos poetas românticos da Eslováquia e, mais surpreendente, a ponta de uma das torres góticas da Igreja de S. Francisco, que despencou durante um terremoto mas, milagrosamente, ficou intacta (é hoje lugar de romagem para os jovens casais).

Voltamos a atravessar o rio, desta vez na Most SNP, a ponte mais recente coroada por um ovni, para nos determos junto da catedral, onde outrora ficava também uma grande sinagoga e hoje resta um memorial às vítimas do Holocausto.

Subimos depois ao Castelo, com algum receio por causa da inclinação acentuada, o piso empedrado e as ruas cada vez mais estreitas. Afinal tudo correu bem e tivemos oportunidade de apreciar também o Parlamento eslovaco, que mereceu comentários pouco elogiosos do nosso simpático guia, o jovem arquiteto Marek.

Antes de regressarmos aos escritórios para estacionar o nosso segway, ainda exploramos um pouco do centro e recebemos um chocolate Obchod v Múzeu. O tempo passou a voar.

Nessa tarde fizemos ainda uma visita guiada no centro histórico, incluída no Bratislava Card (veja 7 motivos para visitar a cidade aqui), mas o passeio de segway permitiu-nos perceber a cidade e a sua dinâmica, bem como dar uma esticada à beira rio que, de outra forma, dificilmente conheceríamos. O city tour durou 2 horas (45€) mas a empresa oferece outras duas opções: o Castle tour (1,5 horas, 35€) e o Riverside tour (1 hora, 25€).

Avaliação do Pedro: foi a experiência mais fixe das férias de Verão e gostava de receber um segway no Natal (lamento, miúdo, o Pai Natal anda a poupar para a próxima viagem).

Nota: o nosso tour foi uma cortesia da Bratislava Segway. No entanto, como sempre, as opiniões expressas são completamente pessoais e sinceras.

2019-01-06T11:07:43+00:00

34 Comments

  1. Elvira Carvalho 29 Outubro, 2018 em 8:45 - Responder

    Deve ser uma experiência gira. As crianças têm uma capacidade de adaptação muito maior que a nossa. E mesmo sem sair da cadeira, gostei do passeio.
    Abraço e uma boa semana

    • Berço do Mundo 30 Outubro, 2018 em 15:10 - Responder

      Por cá também já há passeios de segway, pelo menos em Lisboa. Mas, pelo que pesquisei, é mais caro do que na Eslováquia

  2. Marcela 29 Outubro, 2018 em 21:07 - Responder

    Parece muito divertido! Eu passei 3 semanas no interior da Eslováquia e nunca fui conhecer Bratislava, que vergonha! Adorei as dicas, um abraço!

    • Berço do Mundo 30 Outubro, 2018 em 15:09 - Responder

      Vá e aproveite para experimentar o segway! Publicamos outro post sobre a cidade, com o que gostamos mais na cidade

  3. Angelica Figueiredo 30 Outubro, 2018 em 2:09 - Responder

    Meu filho vive pedindo para andar nesse segway, deve ser um programa bem legal em família, quero experimentar! Dica anotada para quando visitarmos a Eslováquia! Abraços.

  4. Rejane Tazza 30 Outubro, 2018 em 8:08 - Responder

    Interessante essa experiência…Acho nao conseguiria andar ?.Lindo post! Bjs praianos,chica

    • Berço do Mundo 30 Outubro, 2018 em 15:08 - Responder

      Eu também fui com um pouco de receio, acho que não tenho grande equilíbrio. Mas afinal é mais fácil que andar de bicicleta, Chica

  5. Marta Iansen 30 Outubro, 2018 em 15:32 - Responder

    O Pequeno Explorador merece um segway no Natal como recompensa por todas as participações em Berço do Mundo.

    • Berço do Mundo 2 Novembro, 2018 em 17:02 - Responder

      As recompensas são as viagens, Marta. E ele está sempre a falar na próxima…

  6. Débora Resende 1 Novembro, 2018 em 22:53 - Responder

    Que experiência diferente e divertida! Deve ser um jeito bem legal de conhecer uma cidade, ainda mais uma cidade com essa paisagem, rs.

    • Berço do Mundo 2 Novembro, 2018 em 17:03 - Responder

      É uma forma menos cansativa também, pois conseguimos cobrir grandes distâncias. Quem viaja com crianças, por exemplo, pode ser uma grande vantagem

  7. Juliana 2 Novembro, 2018 em 1:15 - Responder

    Nao sabia que o nome disso era segway! Meu marido morre de vontade de alugar um, em todas nossas vigens… mas confesso ter um medinho! Ahahhahahaha

    • Berço do Mundo 2 Novembro, 2018 em 17:04 - Responder

      As empresas dão um treino básico antes do passeio. Se eu consegui, você também consegue. Coragem!

  8. gabitorrezani 2 Novembro, 2018 em 20:13 - Responder

    Gnete do céeeeu eu amei esse post! hahahaha que corajosos! Legal saber que é mesmo fácil andar de segway, eu confesso que morro de medo ao mesmo tempo que morro de vontade hehehe Bratislava é um bom destino para tentar! 😉

  9. Anna 3 Novembro, 2018 em 1:16 - Responder

    Tenho muita vontade de andar de segway, mas sempre acho que vou me espatifar também. Deve ser sido um passeio delicioso.

  10. Publicador 5 Novembro, 2018 em 9:09 - Responder

    Nossa, nunca fiz um passeio de segway! 🙁 Muita vontade de testar uma vez…

    • Berço do Mundo 5 Novembro, 2018 em 10:43 - Responder

      Julgo que a sua filha é muito pequena, ainda não pode usar. Mas os pais, sim. Depois conte como correu!

    • Angela Sant Anna 5 Novembro, 2018 em 10:49 - Responder

      mas ai as crianças iam ficam querendo muuuito pra ir no lugar deles ahuehaeu talvez se por nas costas ne

  11. Aninha 5 Novembro, 2018 em 11:34 - Responder

    AMEI a opção! Boa para distrair os pequenos em dias onde é preciso caminhar bastante!
    Será que eu consigo sem nenhum tombinho? Rs

  12. Josiane Bravo 5 Novembro, 2018 em 23:16 - Responder

    Que experiência mais bacana e diferente. Eu nunca fiz este passeio, mas acredito que para quem estiver viajando em família e um grupo de amigos, deve ser uma experiência bem interessante.

  13. Amanda 6 Novembro, 2018 em 12:43 - Responder

    Que bacana, ainda não andei de Segway mas morro de vontade! Com um passeio assim ficou bem mais legal!

  14. Toninho 7 Novembro, 2018 em 2:20 - Responder

    Olá Ruthia, gostei de ver e saber que o pequeno explorador se saiu bem neste transporte. Estas crianças são fantásticas nas modernidades. Por aqui é uma febre os Hoverboard e as crianças correm e danças sobre eles.Curiosa esta observação da resistência de parte da igreja.
    Belo passeio e dicas amiga.
    Meu abraço com carinho para vocês.

    • Berço do Mundo 7 Novembro, 2018 em 8:37 - Responder

      Os overboards também estão muito populares, por estes lados. Mas o Pedro ainda não experimentou.
      O que aconteceu com a igreja é realmente curioso.
      Abraço

  15. Leo Vidal 7 Novembro, 2018 em 11:53 - Responder

    Conheci a Bratislava a pé mesmo e realmente é bem fácil de circular por todas as principais atrações dessa forma, mas de segway deve ser melhor ainda. Nunca andei e acho que vou cair também, principalmente se tiver que fazer curva. Depois que tentar conto como foi.

    • Berço do Mundo 9 Novembro, 2018 em 13:50 - Responder

      Acredite que não é difícil e eles dão algum tempo para treinarmos antes de fazermos o passeio propriamente dito. Experimente, sim!

  16. Anónimo 7 Novembro, 2018 em 16:34 - Responder

    Poxa que bacana! confesso que nunca amei de segaway.. deve ser divertido 🙂

  17. Ana Carolina 7 Novembro, 2018 em 19:10 - Responder

    Imagino o tanto que seu filho deve ter gostado! O meu ficou babando quando andei de triciclo elétrico no Museu do Amanhã, mas não deixaram ele ir por causa da idade. Ótima dica

    • Berço do Mundo 7 Novembro, 2018 em 19:31 - Responder

      No caso desta empresa, crianças podem andar a partir dos 8 anos, mas sei de outros casos que só aceitam crianças a partir dos 10.

  18. Anónimo 7 Novembro, 2018 em 23:47 - Responder

    Eu também sempre acho que vou me espatifar, rs… A cidade é realmente linda! Será que vou preferir ir a pé? rs…

  19. Carla Mota 14 Novembro, 2018 em 10:39 - Responder

    Nunca andei de Segway! Será que devia? Eu adoro conhecer as cidades a pé e passar despercebida. Acho que não resultava para mim.

    • Berço do Mundo 14 Novembro, 2018 em 12:05 - Responder

      Entendo esse prazer no anonimato. Mas ninguém nos conhece e é bem divertido

  20. Publicador 16 Novembro, 2018 em 8:37 - Responder

    Eu fui pra Bratislava e adorei, mas passear de segway por lá deve ser melhor ainda… Edson

  21. Maria Glória D'Amico 16 Março, 2019 em 19:15 - Responder

    O pequeno explorador sempre saindo-se muito bem, seja nas viagens, nas fotos e nas aventuras. Parabéns ao belo mocinho!

Deixe o seu comentário