Castelos em Portugal: 8 sugestões encantadoras

Os castelos erguem-se no alto, majestosos, contam histórias de batalhas e inspiram lendas. Hoje visitamos 8 castelos em Portugal fora das rotas turísticas. Venha daí explorar os segredos de algumas das mais encantadoras fortificações medievais portuguesas

Portugal foi construindo fortificações para assegurar a defesa das fronteiras, apoiar a Reconquista ou manter longe os espanhóis desde a sua fundação, no século XII. Destas construções medievais resta pelo menos uma centena em território nacional, alguns em ruínas, outros em perfeito estado.

Durante as nossas deambulações, visitámos dezenas de castelos de Norte a Sul, com muralhas, fossos, torres de vigia. Existe qualquer coisa agradavelmente atraente na sua austeridade de pedra. Já para não falar no passado que transportam, que nos permite imaginar estórias de cavaleiros e ensinar história aos nossos filhos.

Portugal tem tantos e tão belos castelos, que seria difícil escolher os mais bonitos. Os incontornáveis Castelo de S. Jorge (Lisboa) ou de Óbidos? O charmosos Castelo de Almourol  ou Castelo dos Mouros, em Sintra? Ou o meu querido Castelo de Guimarães? Mas esses toda a gente conhece.

Inspirada no tema de Novembro do 8on8, escolhi oito castelos portugueses que, apesar de ficarem longe dos grandes centros turísticos, ou talvez mesmo por isso, merecem uma visita. Aproveitem a boleia, prometo que ficarão encantados.

 

1. Castelo de Lindoso

Começamos bem a Norte, no concelho de Ponte da Barca, junto ao castelo de Lindoso. O nome poderá derivar do latim “Limitosum” (limitador, fronteira, extrema) já que, não muito longe, corre o rio Lima que separa o país de Espanha.

A fortaleza medieval que chegou aos nossos dias é obra do reinado de D. Afonso III (século XIII) e, segundo informação institucional, trouxe novidades técnicas e de estilo à arquitectura militar portuguesa da Idade Média.

Apesar de pequeno, e da sua torre algo atarracada, o castelo de Lindoso seduz pela envolvência. Junto a ele, dezenas de espigueiros tradicionais transformam a paisagem em poesia de granito – é o maior ajuntamento de espigueiros em Portugal. Aliás, todo o Alto Minho é lindo. Se precisam de inspiração para planearem um roteiro na região, não deixem de ler Alto Minho: roteiro e dicas de viagem.

Coordenadas GPS: N 41 52.023′ W 008 11.965′

 

castelo e espigueiros de Lindoso

2. Castelo de Bragança

Do Alto Minho rumamos a Trás-os-Montes, no extremo nordeste do país, parando junto à margem do rio Fervença, para descobrir “um dos mais importantes e bem preservados castelos portugueses”. Diz-se que a fortificação original foi construída no reinado de D. Afonso Henriques, quando a região pertencia ao cunhado. Depois, o filho do nosso primeiro rei fez-lhe melhorias porque, já se sabe, Bragança também fica na fronteira com Espanha.

O mais bonito? As janelas góticas. O mais interessante? A chamada “Torre da Princesa” por causa da história que carrega e das lendas que inspirou. Por exemplo, diz-se que ali morou D. Sancha, irmã deD. Afonso Henriques, para fugir das infidelidades conjugais do marido. Ali esteve também encarcerada D. Leonor, esposa do quarto duque de Bragança, injustamente acusada de adultério pelo próprio marido, que acabou por a assassinar com um punhal, em Vila Viçosa (Alentejo).

A imponente Torre de Menagem de 17 metros, acrescentada uns séculos mais tarde e que hoje acolhe um museu militar, também dá nas vistas. Vale a pena subir até ao topo, apreciar a vista sobre a cidade e a paisagem que vai da serra de Montesinho à serra de Sanabria, porque, não sei se já vos disse isto: Espanha fica ali mesmo ao lado!

Ao lado do castelo existe um pelourinho medieval com um verraco ou berrão, usado pelos celtas em rituais de fertilidade. Nós encontrámos outro verraco em Espanha, em Ciudad Rodrigo.

Horário: 9h00-12h00, 14h00-17h00 (encerrado à segunda-feira)

 

castelo de Bragança

3. Castelo de Marialva

De Bragança descemos um bocadinho para Sul, parando no concelho da Mêda (distrito da Guarda), numa aldeia histórica com poucos habitantes. A linda Marialva é hoje uma sombra do que foi nos séculos XII e XIII, quando nasceu, à sombra do castelo, uma povoação medieval de grande importância regional.

É certo que Espanha está hoje a cerca de 40 km, em linha reta. Mas acontece que esta já foi a fronteira com o reino vizinho, no período anterior ao tratado de Alcanises (1297). O castelo românico, no alto de um íngreme penhasco, é o monumento mais importante da aldeia e ainda domina a paisagem.

Escrevi um post detalhado sobre a terra natal dos bravos aravos e a sua lenda da dama dos pés de cabra: Marialva. Nuvens de chumbo e pés de cabra

Coordenadas GPS: N 40 54.837′ W 007 13.907′

 

ruínas do castelo de Marialva

4. Castelo do Sabugal

Continuamos em direcção ao Sul, até o concelho do Sabugal, região que foi alvo de disputas acesas entre os reis de Portugal e Castela. Foi D. Dinis que conquistou definitivamente o território, no século XIII, e mandou erguer o esbelto castelo com uma torre invulgar (pentagonal).

O castelo do Sabugal serviu a sua função militar, mas também chegou a ser prisão. Um dos seus mais ilustres “convidados” foi o poeta-cavaleiro Brás Garcia de Mascarenhas, que ficou famoso pelas suas aventuras e pelo poema épico “Viriato Trágico”.

Mas o facto mais curioso deste castelo relaciona-se com o famoso milagre das rosas. Diz-se que a Rainha Santa Isabel escondeu o pão que distribuía aos pobres de D. Dinis. “São rosas, meu senhor, são rosas”. Há várias versões da lenda que mudam, por exemplo, o sítio onde aconteceu. O mais citado é o Mosteiro de Santa Clara, em Coimbra, mas o castelo do Sabugal ou o de Estremoz também servem de cenário. Depende de quem conta a estória…

Horário:  9h30-13h00, 14h00 -17h30 (encerrado à segunda-feiras. | Coordenadas de GPS: N 40°21′05″ – W 7°05′39″

 

 

Portugal tem muitos castelos, este fica no Sabugal

5. Castelo de Sortelha

Não chegamos a sair do concelho do Sabugal, porque ali perto fica outro lindo castelo: em Sortelha. Foi o D. Sancho II, de cognome Piedoso, quem mandou construir a praça militar de Sortelha no século XIII. Porquê? Vou-vos contar. Novamente os espanhóis…

Completamente cercada por muralhas, esta é uma das mais charmosas localidades que integra a rede de 12 Aldeias Históricas de Portugal. Diz o site oficial que visitar as ruas e vielas de Sortelha, enclausuradas por um anel defensivo e vigiadas por um sobranceiro castelo, permite ao visitante “recuar aos séculos passados, por entre as sepulturas medievais, junto ao pelourinho manuelino ou defronte igreja renascentista”. Não podia estar mais de acordo.

Inesquecível também é o facto de ter servido de cenário a uma publicidade de sopas e de ter a “cabeça de uma velha” gigante. Lembram-se? Post detalhado aqui Sortelha, a aldeia das sopas Knorr.

Coordenadas GPS: N 40 19.717′ W 007 12.911′

 

castelo de Sortelha

6. Ruínas do Castelo de Penha Garcia

Ainda para Sul, já no distrito de Castelo Branco, encontramos outra aldeia maravilhosa: Penha Garcia. Aposto que não adivinham que fica mesmo perto da fronteira espanhola!?

Acredita-se que o castelo foi construído sobre uma fortificação romana que, por sua vez, foi assente num castro pré-histórico.  Provavelmente remonta ao reinado de D. Sancho I, passou pela mão dos Templários e, como muitas outras fortificações portuguesas, foi-se degradando até restarem fragmentos das muralhas.

Porque escolhi este castelo em ruínas? Por dois motivos. Em primeiro lugar, por causa da lenda do decepado. Diz-se que a filha do governador do Monsanto (outra aldeia histórica que pertence ao mesmo concelho, de Idanha-a-Nova) foi raptada pelo alcaide do Castelo de Penha Garcia. O jovem foi capturado e condenado à morte mas a jovem apelou ao pai, que atenuou a pena: em vez da morte, um braço decepado. Dizem que o seu fantasma continua a vaguear pelas torres do castelo.

Segundo motivo. Nas imediações da aldeia, que fica em território do Geopark Naturtejo – faz parte da rede de geoparques da Unesco – existem cobras pintadas (diz o povo) ou icnofósseis (dizem os cientistas) com quase 500 milhões de anos. Saibam tudo em Penha Garcia, uma viagem com 500 milhões de anos

Coordenadas GPS: N 40 02.539′ W 007 00.875′

 

Ruínas de mais um castelo em Portugal

7. Castelo de Porto de Mós

Continuamos a navegar para Sul mas, desta vez, fazemos um desvio até quase ao litoral. Chegamos ao distrito de Leiria, cidade que também tem um castelo bonito. Para quê? Para conhecermos o peculiar Castelo de Porto de Mós, com os seus pináculos verdes.

Erguido sob um posto de vigia romano, o castelo foi construído pelos mouros e restaurado várias vezes pelos reis portugueses. Teve um papel importante na conquista cristã do território, foi incluído no dote da rainha Santa Isabel, deu abrigo às tropas de D. Nuno Álvares Pereira nas noites anteriores à batalha de Aljubarrota.

E, não menos importante, é tão bonito que Camões lhe dedicou uns versos. Foi vítima do forte terramoto que abalou o país em 1755, mas recuperou a força no século XX. Felizmente!

Horário: 10h00-12h30, 14h00-18h30 (Maio a Setembro); fecha 2 hora mais cedo de Outubro a Abril  e encerra à segunda-feira | Coordenadas GPS: N 39° 36′ 12″ | W 8° 49′ 08″

 

Um dos castelos em Portugal mais bonitos é o de Porto de Mós

8. Castelo de Belver

Terminamos esta aventura no Alentejo, no distrito de Portalegre, junto a uma sentinela que se ergue no topo de uma montanha encantada (foto de entrada). O castelo de Belver foi o primeiro construído em Portugal pela Ordem dos Hospitalários, quando o rio Tejo servia de fronteira entre cristãos e muçulmanos.

O nome remete para o célebre castelo de Belvoir, erguido pelos Hospitalários, a partir de 1168, em Jerusalém. Mas existe também uma lenda que conta que uma princesa exclamou, na janela da torre, perante a beleza da paisagem: “Oh, meu pai, que belo ver!

O castelo também passou por abandono e estragos causados pelo terremoto de 1755, mas hoje está lindo e conservado. E continua carregado de simbolismo. Não se sabe se é história ou lenda, mas diz-se que terão passado neste castelo a princesa santa Joana e o poeta Luís de Camões, no seu exílio de 1546.

Já vos falei das curiosas relíquias guardadas na capela de São Brás, trazidas da Terra Santa. Se não se lembram, nada como reler em Road trip pelo Alto Alentejo.

Horário: 09h30-12h30, 14h00-17h30 (encerra à segunda-feira) | Coordenadas GPS: N 39.4953995, W 7.9579639

 

 

Eu sei que esta lista de castelos em Portugal merecia mais umas dezenas de entradas. Mas o projecto limita-me a oito imagens. Qual é o vosso castelo preferido? Este post faz parte do 8on8, um projecto colectivo que une lindas viajantes em volta de um tema comum, no dia 8 de cada mês. Espreitem os restantes textos sob o tema “Palácio e Castelos”, inspirem-se e partilhem:

Mulher Casada Viaja: Os Castelos de Bellinzona na Suíça Let’s Fly Away: [8on8] O Castelo de Osaka: o mais lindo do país!Destinos por onde andei…  O Castelo dos Condes em Gent, BélgicaEntre Polos: Visita ao Majestoso Palácio Real de MadriTravel Tips Brasil: Palácio da Bolsa Porto – visita guiadaViajante Econômica: O Castelo Sforzesco de Milão e seus museusTuristando.in: Schloss alemães: Castelo ou Palácio?

 

 

Planeie a sua próxima viagem

Faça as suas reservas através dos links parceiros. Não paga nem mais um cêntimo e para mim faz toda a diferença

  • Encontre os melhores hotéis no  Booking. É onde eu faço as minhas reservas
  • Se precisa de transporte próprio, alugue um carro com a Rentalcars 
  • Reserve os seus bilhetes para monumentos e tours, evitando filas, usando o Get your Guide 
  • Faça um seguro de viagem com a IATI (beneficia de 5% de desconto com este link).
  • Poupe em taxas bancárias, fazendo pagamentos seguros em qualquer parte do mundo com o cartão Revolut (usando este link não paga o envio do cartão)

Este post pode conter links de afiliados

2019-11-08T14:50:38+00:00

27 Comments

  1. […] O Berço do Mundo: Castelos em Portugal: 8 sugestões encantadoras […]

  2. Joana Marques 8 Novembro, 2019 em 16:58 - Responder

    Discordo totalmente. Falta o lindo castelo de almourol 😉

    • Ruthia 9 Novembro, 2019 em 21:28 - Responder

      Não sejas tendenciosa. Já dediquei um post inteirinho à tua terra 🙂

  3. […] O Berço do Mundo: Castelos em Portugal: 8 sugestões encantadoras […]

  4. […] O Berço do Mundo: Castelos em Portugal: 8 sugestões encantadoras […]

  5. Zudi Dadalt 10 Novembro, 2019 em 13:29 - Responder

    Querida Ruthia, para mim é sempre um deleite ler seus relatos. Não apenas pelos locais que me apresenta, mas também pela sua forma graciosa de escrever. Ahhh a Espanha, sempre a Espanha… mas pelo menos proporcionou a construção de belas fortificações que podemos apreciar hoje. Toda história tem um lado bom, não é mesmo?

    • Ruthia 10 Novembro, 2019 em 16:42 - Responder

      Portugal e Espanha têm uma longa tradição de gato e rato. Conhece o ditado “de Espanha, nem bom vento, nem bom casamento”? Felizmente isso ficou no passado.

  6. Marcia Picorallo 10 Novembro, 2019 em 14:42 - Responder

    Que bela seleção, Ruthia! Imagino que todos pertençam ao patrimônio de Portugual, ou há particulares, também? Uma coisa me intrigava sobre os castelo: de onde viria tantas pedras? Até que viajei para o Vale do Loire, na França, e vi caves tomando lugar de cavernas que surgiram pela extração de pedras.

    • Ruthia 10 Novembro, 2019 em 16:42 - Responder

      Os castelos da lista são todos “públicos” e visitáveis, Márcia

  7. Fabíola Moura 11 Novembro, 2019 em 12:44 - Responder

    Imagino que são necessárias algumas viagens para conferir a lista toda de castelos em Portugal, mas quem tem pressa? Certamente são atrações históricas que entrariam na nossa lista, sem falar no visual de cada região a partir dos castelos.

    • Ruthia 12 Novembro, 2019 em 9:06 - Responder

      É preciso muitos anos mesmo, porque todas as regiões do país têm muitos castelos. Concordo com vc, fotografar a paisagem das muralhas de cada um deles vale muito a pena

  8. Gabriela Torrezani 11 Novembro, 2019 em 13:16 - Responder

    Ruthia que belíssima seleção de castelos em Portugal, lugares lindos e cheios de história… fiquei encantada com o visual das Ruínas do Castelo de Penha Garcia! Uau!

  9. Cintia Grininger 11 Novembro, 2019 em 13:40 - Responder

    Ah, que lindos castelos, amo essas fortificações antigas e suas lendas e histórias… ler esse post é como viajar com você, muito bom!

  10. Gisele Prosdocimi 12 Novembro, 2019 em 5:42 - Responder

    Oi, Ruthia, não sabia que Portugal tinha tantos castelos que eu nunca tinha nem ouvido falar. Já visitei o país em duas oportunidades, uma em 2015 e outra este ano (2019).
    Em 2015, estive em Lisboa e conheci o Castelo de São Jorge, me apaixonei por sua história e a bela vista da cidade à partir dele.
    Agora em 2019, fui conhecer o Castelo de Guimarães, fiquei impressionada como ele é bem conservado e imponente.
    Portugal nos reserva muitas surpresas de sua história incrível, tenho tanto a conhecer ainda, obrigada por compartilhar estas preciosidades, nos informando mais sobre este país encantador. Grande beijo.

    • Ruthia 12 Novembro, 2019 em 9:05 - Responder

      Conheceu dois dos castelos mais emblemáticos e famosos do país. Só lhe falta riscar uma centena de fortificações da lista 🙂

  11. Edson Amorina Jr 12 Novembro, 2019 em 10:16 - Responder

    Que dicas lindas, Ruthia. Portugal é país tão rico para se visitar, né? A gente nem imagina que tem um roteiro de castelos tão maravilhoso assim.

  12. Marcela 12 Novembro, 2019 em 11:38 - Responder

    Um castelo mais lindo que o outro. E quanta história! Acho que seria muito legal montar um roteiro passando por alguns deles, né? No próximo verão irei! 🙂

  13. Cecília Beu 12 Novembro, 2019 em 15:18 - Responder

    Adorei essa seleção de castelos, principalmente porque fogem do roteiro turístico comum. Aqui somos apreciadores de ruínas e alguns estão do jeitinho que gostamos. Quando formos a Portugal, tentarei conhecer pelo menos um desses. Obrigada pelo post tão rico. beijos

  14. Lulu Freitas 12 Novembro, 2019 em 19:09 - Responder

    Amei dar esse passeio pelos castelos em Portugal. Cada um com uma história mais fascinante que a outra. De certo modo você também mostrou como a história de Portugal e Espanha são tão entrelaçadas. De todos o que mais gostei foi o Castelo Penha Garcia. Apesar de ruína, sua posição gloriosa sobre a montanha é linda! E a sua história mais incrível, com direito a templário e fantasma!

    • Ruthia 15 Novembro, 2019 em 7:15 - Responder

      A nossa história está sempre entrelaçada com a dos nossos vizinhos, né? Um fantasma faz muito pelo charme de um lugar histórico, haha

  15. Andrea 12 Novembro, 2019 em 21:31 - Responder

    Olá,
    Que bela seleção de castelos, quando fui a Portugal só conheci o de Sintra, na próxima ida tentarei conhecer pelo menos um da sua lista.

  16. Fábio Mendes 13 Novembro, 2019 em 3:31 - Responder

    Lista incrível de castelos! Adoro conhecer essas construções e certamente vou visitar estas que você elencou quando estiver em Portugal. Adorei a fluidez do texto, além das dicas certeiras. Abraços e parabéns pelo post!

  17. Mariana Menezes 13 Novembro, 2019 em 10:59 - Responder

    Oi Ruthia, não conhecia nenhum desses castelos portugueses, e enquanto viajo por esse país e me encanto por todo lugar que passo, ao ler seu texto, já estou pensando em quando voltar para conhecer os castelos que destacou.
    Pelas fotos fiquei muito curiosa com as ruínas do Penha Garcia e o Porto de Mós! Lindo artigo. Bjs

    • Ruthia 15 Novembro, 2019 em 7:14 - Responder

      É normal que não conheça, porque ficam todos longe dos grandes polos turísticos. Foi precisamente isso que motivou a minha escolha.
      P.S. Você tem muito bom gosto

  18. Angela C S Anna 15 Novembro, 2019 em 0:03 - Responder

    que demais essa lista de castelos em portugal, não é sempre que vejo tantos diferentes, normalmente mostram os palacios (que a gente confunde com castelo mas tudo bem hehe) adorei!!

    • Ruthia 15 Novembro, 2019 em 7:13 - Responder

      Os palácios são muito mais glamorosos, mas os castelos foram mais importantes para a nossa história e, normalmente, têm vistas melhores 🙂

  19. ana paula 15 Novembro, 2019 em 0:53 - Responder

    Amo castelos e nem me toquei que em Portugal teriam vários e lindos assim, já quero conhecer todos!

Deixe o seu comentário