Amigos Nómadas: Gabriel Soeiro Mendes

Alguns investigadores afirmam que existe um gene da migração, que terá ajudado à povoação do planeta e que, hoje, poderá explicar o ímpeto de algumas pessoas que, um pouco à minha semelhança, querem sempre mais mundo.

Este poliformismo, dizem os cientistas, atingirá cerca de 20% da população mundial (o artigo aqui). Chamemos-lhe o “vírus da vagabundagem”. Não é um nome simpático para baptizar um gene? Seja porque o destino condena as pessoas com interesses comuns a cruzarem-se ou por simples acaso, tenho vários amigos que sofrem deste mal. Correcção. Sofrem deste bem, porque estes vagabundos são, regra geral e praticamente sem excepção, mais tolerantes ao outro, ao diferente.

Atenção! Estou a falar de viajantes e não de turistas que compram pacotes para resorts de luxo, com comida ocidentalizada e evitam qualquer tipo de contacto com os habitantes locais.

Eis pois chegado o momento d’O Berço do Mundo receber estes amigos viajantes, doentinhos, coitados, com o vírus da vagabundagem! O primeiro nómada convidado chama-se Gabriel Soeiro Mendes. Ele já esteve um pouco por toda a Europa, em vários pontos da Ásia, percorreu Portugal de uma ponta à outra (regiões autónomas incluídas), sempre acompanhado da sua Canon.

foto de Gabriel Soeiro Mendes
foto da Índia de Gabriel Soeiro Mendes

 

Sim, porque além de vagabundo, o Gabriel é um fotógrafo muito talentoso, colaborador regular de sites de turismo e revistas portuguesas, fotógrafo de guias e brochuras turísticas já com algum trabalho publicado na imprensa estrangeira. Mais importante do que isso, é o meu fotógrafo oficial: admirem a magnífica foto de apresentação que me tirou aqui ao lado, no Quem escreve.

O seu olhar está lindamente retratado no seu photoblog Uma foto, uma história onde, para além de viajarem sem saírem do lugar, podem ainda encomendar um poster para a sala de estar e deixar os vossos amigos pasmados! O problema é conseguir escolher!

As imagens deste post falam por si, mas no cantinho do Gabriel encontrarão muitas mais, maravilhosas todas elas. Então vamos lá fazer o passaporte do nosso convidado.

 

Viagem ao oriente

 

Nome Gabriel Soeiro Mendes
Idade 31
Profissão Gestor de projectos, jornalista e fotógrafo
Destino de sonho vai mudando todos os anos. Neste momento é Peru e Amazónia
Na mala não pode faltar Câmara fotográfica e headphones (arma essencial contra barulhos de aviões e ressonares indesejados)

Sabes explicar quando ou porquê nasceu esse “bichinho” de viajar?

Como acontece a muitos estudantes, foi quando fiz Eramus na Bélgica, em 2006. Considero ser uma das melhores coisas que a União Europeia nos trouxe. Quase sempre muda a vida de quem o faz. Passados dois anos estava a fazer um interrail pelo sul da Europa, o que veio fazer crescer o “bichinho” ainda mais. E nunca mais parei…

Qual foi o destino que mais te marcou? Porquê?

Pergunta sempre complicada, mas diria que foi a Índia. É uma resposta comum e por alguma razão é. Apesar de ter lá estado apenas 20 dias (alguns até bem doente), foram de facto marcantes. Sei que é um lugar comum, mas a Índia vale mesmo pelas pessoas, na minha opinião o principal atractivo do país.

Conseguias viajar sem a tua máquina fotográfica?

Nunca o fiz. Levo sempre, até naquelas viagens rápidas de dois dias apenas para visitar amigos, mesmo que não tenha tempo para fazer um único disparo.

Já apanhaste um susto a sério, durante uma das tuas deambulações pelo mundo?

Um susto a sério não. Os maiores sustos foram aqui bem perto, nos Açores. Apesar de gostar de viajar, detesto aviões. Fiz 15 voos nos Açores em pleno Inverno e muitos deles foram terríveis, com turbulência de meter medo até aos mais destemidos. Cheguei a estar dois dias “preso” no Pico, sem saírem barcos nem aviões.

Gostaram de conhecer este nómada? Outros lhe seguirão. Caramba, tenho amigos interessantes!

 

Planeie a sua próxima viagem

Faça as suas reservas através dos links parceiros. Não paga nem mais um cêntimo e para mim faz toda a diferença

  • Encontre os melhores hotéis no  Booking. É onde eu faço as minhas reservas
  • Se precisa de transporte próprio, alugue um carro com a Rentalcars 
  • Reserve os seus bilhetes para monumentos e tours, evitando filas, usando o Get your Guide 
  • Faça um seguro de viagem com a IATI (beneficia de 5% de desconto com este link).

Este post pode conter links de afiliados

2019-05-19T11:19:37+00:00

25 Comments

  1. ✿ chica 13 Novembro, 2013 em 19:39 - Responder

    Gostei muito de conhecer Gabriel picado pelo bichinho das viagens e das fotografias. Lindas fotos e depois, com mais calma quero apreciar mais lá no seu blog! Adorei e vamos gostar de conhecer teus amigos, claro! beijos,chica

  2. Joana 13 Novembro, 2013 em 20:15 - Responder

    Ena, gosto da novidade. E claro que aprovo o nómada n.º 1. Aprovadissimo, claro 😉
    Tenho acompanhado o trabalho do Gabriel pelo facebook e, mais recentemente, pelo photoblog. O trabalho dele é lindíssimo e confesso que estou a pensar em encomendar um poster. O difícil é escolher.
    Sabe tão bem ver as pessoas de quem gostamos ganharem asas!

    Beijocas

    • Ruthia 13 Novembro, 2013 em 20:50 - Responder

      Concordo plenamente, fico muito feliz quando vejo uma pessoa desabrochar. Sobretudo quando são pessoas batalhadoras como ele, sempre prontos a dar uma mão ao próximo, de forma desinteressada.
      Um dia que deixe de ser nómada e passe mais de 2 anos numa casa, também lhe encomendo um poster.
      Beijinho

      P.S. Consegues arranjar aquele livro sobre a China?

  3. Stephanie 14 Novembro, 2013 em 1:17 - Responder

    Gostei sim amiga!!!
    Engraçado super gostar de viajar e ter medo de avião, né?! Hihihi eu confesso que não sou mto fã tb, mas fazer o que né.. temos que passear 🙂

    Beijinhos, Té

  4. Gabriel Soeiro Mendes 14 Novembro, 2013 em 9:42 - Responder

    Que simpáticas palavras. assim até dá energia para começar o dia 🙂
    beijinhos às meninas e obrigado

  5. Anne Lieri 14 Novembro, 2013 em 19:38 - Responder

    Que belas fotos as do Gabriel! Eu não conhecia e achei maravilhosa a entrevista tb! Parabéns aos dois! bjs,

  6. Carlos Hamilton 14 Novembro, 2013 em 19:57 - Responder

    Que post maravilhoso, gostei.

    Ótimo feriadão para ti, minha amiga.

    Abraços

  7. marciagrega 15 Novembro, 2013 em 10:33 - Responder

    Adorei sua postagem! Parabéns ao Gabriel. Diga pra ele que o invejo…kkkkk

  8. MARILENE 15 Novembro, 2013 em 21:20 - Responder

    Gostar é pouco, amei sua postagem e a apresentação desse talentoso fotógrafo. Encantei-me com cada uma das imagens. Esses viajantes têm uma visão especial e captam detalhes que os desatentos nem percebem. Parabéns a ele! Bjs.

  9. RUDYNALVA 16 Novembro, 2013 em 14:03 - Responder

    Ruthia!
    Muito boa a informação e o projeto do Gabriel. Rapaz inteligente e de ideia contemporâneas.

    Obrigada pela visita feita ao blog, é sempre uma grande alegria receber seu carinho e atenção. Obrigada!
    Desejo que seu final de semana seja carregadinho de sucesso e muitas realizações!
    cheirinhos
    Rudy
    Blog Alegria de Viver e Amar o que é Bom!
    " Não viva para que a sua presença seja notada,mas para que a sua falta seja sentida…"(Bob Marley)

  10. Isa Lisboa 16 Novembro, 2013 em 22:08 - Responder

    Adorei a ideia do “vírus da vagabundagem”! 🙂 Virei, com todo o gosto, conhecer mais pessoas que o apanharam! 🙂

  11. M. 17 Novembro, 2013 em 9:26 - Responder

    Adorei a fotografia do Gabriel, imagino que sejam publicadas em grandes revistas!
    A haver esse gene, deve estar em alta entre os portugueses há séculos! Acho a tolerância à diferença uma grande qualidade, devia dar-se injecções disso (ando muito intolerante à intolerância…)!
    Beijinhos, bom domingo 😉

    • Ruthia 17 Novembro, 2013 em 9:39 - Responder

      Tb acho que os Descobrimentos portugueses acabam de ter uma explicação científica 😉
      Injecções contra a intolerância é muito bom. Deviam ser distribuídas gratuitamente, mas com o país que temos, haviam de esgotar como as da gripe…
      As fotos são mesmo magníficas, não é?
      Beijoca, bom domingo

  12. Adriana 17 Novembro, 2013 em 19:22 - Responder

    oi amiga, estamos tendo problemas, não temos recebido as atualizações de postagens de blogs que assinamos o feed – acredito que seja um problema deles – então fica mais difícil vir te visitar, pois nem sempre consigo responder todos os comentários lá no tititi…
    lindas fotos… ótimo post!!!
    bjs desejando excelente semana
    tititi da dri

  13. Patricia Galis 18 Novembro, 2013 em 16:04 - Responder

    Coo diria uma amiga minha que inveja santa rsrsr, que vida deliciosa.
    Amo fotografias e sempre que posso divulgo esta arte no meu blog.
    Amei o post e conhecer um pouco do Gabriel.

  14. Clara Lúcia 18 Novembro, 2013 em 18:41 - Responder

    Amaria uma profissão dessa, mas acho que não. Apesar de não gostar de rotina, sou metódica demais e não saberia viver num lugar que não fosse meu, com as minhas coisas… será que sou apegada aos bens? Pode ser que sim, mas pelo valor sentimental.

    Beijos, querida!
    Ótima semana!

  15. Maria Vaz 18 Novembro, 2013 em 20:39 - Responder

    mtos parabéns aos dois…ao Gabriel pelo trabalho fantástico, as fotos são de suster a respiração, e tu, minha querida Ruthia por essas palavras que nos prendem e nos envolvem! A Joana tem razão, é realmente bom ver quem gostamos ou mesmo pessoas com quem convivemos, abrirem as asas 🙂 bom trabalho!

  16. Stephanie 19 Novembro, 2013 em 1:30 - Responder

    Amiga, passando para lhe desejar uma ótima semana 🙂

    Beijinhos, Té

  17. Dulce Morais 19 Novembro, 2013 em 8:58 - Responder

    Ruthia,
    Uma pessoa interessante, um virus que merecia propagar-se mais e maravilhosas fotos: que pedir mais?
    Muito obrigada por nos fazer descobrir maravilhas, tanto através das tuas viagens como pela apresentação de outros globe-trotters cheios de talento para partilhar imagens que nos fazem tanto sonhar!
    Beijinhos!

  18. Nilson Barcelli 19 Novembro, 2013 em 18:37 - Responder

    Tenho alguma dificuldade em classificar este teu post. Porque só consigo pensar em banalidades: brilhante, excelente, etc., etc.
    Resumindo, a introdução que fizeste é de mestre, já que ela nos leva a ler o texto todo até ao fim e ficar a conhecer o autor das fotos.
    Se eu fosse dono de uma revista, contratava-te já…
    Vou ver mais trabalhos do Gabriel. Pelo que já nos mostraste, trata-se de um grande fotógrafo.
    Ruthia, tem um ótima semana.
    Um beijo, querida amiga.

  19. Sissym Mascarenhas 19 Novembro, 2013 em 20:13 - Responder

    Ruthia, li seu post no celular e hoje tenho o prazer de reler e ainda ver as belas imagens.
    Parabens ao Gabriel pelo belo trabalho.

    Querida, li seu comentario, adorei, sabe, quando sentir alguem por perto com nuvem carregada e não aberta a melhorar, saia de perto, porque atrai. Ore por ela.

    Beijos

  20. Toninho 20 Novembro, 2013 em 0:05 - Responder

    Gostei desta definição minha amiga e claro que já estou por lá com sua bela apresentação e indicação.
    A foto que ele fez de você ficou linda.
    Uma linda semana amiga.
    Abraço de paz e luz.
    Bjo.

  21. Andrea 3 Dezembro, 2013 em 20:57 - Responder

    Gostei particularmente desta ideia. As fotos do Gabriel são fantásticas. Vocês os dois são parecidos. Ambos transmitem-nos tanto, um por palavras, outro com imagens. Parabéns aos dois. Continuem o bom trabalho.

  22. Selmaoh 8 Fevereiro, 2014 em 22:44 - Responder

    Adorei. Ser bom fotografo e bem mais que ter um bom olho, e ter tambem alma e o Gabriel e nesse sentido o fotografo perfeito. Adorei.

  23. Selmaoh 8 Fevereiro, 2014 em 22:46 - Responder

    Para se ser um bom fotografo, e preciso mais que um 'bom olho', e preciso ter tambem uma certa alma e nesse sentido o Gabriel e o fotografo perfeito. Adorei.

Deixe o seu comentário