Perlim, o reino mágico do Natal

O maior parque temático de Natal em Portugal funciona durante o mês de Dezembro, em Santa Maria da Feira. Nós fomos espreitar o reino onde se fala a língua dos pês

Entre risos e guizos, os gémeos Pimpim e Perlim dão as boas vindas à centenária Quinta do Castelo onde, há já 11 anos, se organiza a maior vila-Natal do país. Este reino de fantasia tem direito a Castelo de pedra, do século XII, onde se instalou a inevitável casa do velhote barrigudo de barrete vermelho.

A fada Piri, os zeladores da Lua (Pim, Pam e Pum) e a simpática Preciosa também andam por ali, a distribuir sorrisos. Por fim, conhecemos o Merlim Ferlim Querlim, feiticeiro e mágico, no palco de “A Hora Mágica”.

Este é um dos três grandes espetáculos musicais do programa e conta a história do trapalhão Valentim, que estraga o relógio do tempo. A este soma-se “Isabela e o Vale do Gelo” e “O Regresso do Capitão Sonho”, no outro extremo da quinta.

Mas há muito mais para ver, ouvir e fazer, neste reino natalício, nas 20 áreas temáticas (um natal muito diferente aqui). Há o comboio de Perlim (2€) e o carrossel Plim Plim (2€). Há um coreto com música e espetáculos de circo. Depois há o slide e o arvorismo (plataformas nas árvores), para os mais aventureiros. E um escorrega multicor gigante.

 

 

Há pavilhões para aprender sobre o ambiente e ciência. Há contos e pinturas faciais. Sem esquecer os repórteres da TOP – Televisão Oficial de Perlim que circulam por ali num carro estranho e barulhento. E um Pai Natal de serviço, para os pedidos de última hora. Tudo isto embrulhado com recantos encantadores, como a Árvore do Amor.

E para terminar esta tarde de Perlim (pim pim), toda a gente se reúne junto ao lago às 18h45, para o encerramento “Bons Sonhos”, com música e fogo-de-artifício. Muitas famílias cantam o hino final, de cor e salteado, porque regressam todos os anos.

O que gostamos mais

Tinha receio que fosse um programa demasiado infantil para o meu pré-adolescente, como agora ele se define. Mas há por ali animação para todas as idades. Eu adorei a qualidade dos espetáculos, da coreografia aos fatos. O Pedro vibrou com as atividades mais radicais, especialmente o slide e o escorrega gigante.

O que gostamos menos

As multidões, já que milhares de pessoas rumam a Santa Maria da Feira para a vila-Natal, sobretudo ao fim-de-semana. Há 2 anos, o Perlim registou mesmo lotação esgotada e fechou as bilheteiras, uma hora depois da sua abertura. Portanto, aconselho a compra online, antecipada. Isso traduz-se em longas filas e esperas (1 hora para o slide, mas o Pedro aguentou-se de pedra e cal).

Achei que dividir um espaço tão apinhado com um mini-comboio é pouco prático, também.

 

 

Como chegar

A cerca de 32 km do Porto, Santa Maria da Feira tem bons acessos rodoviários. Se chegar pela A1 (Porto/Lisboa) saia em “Feira”. Quem vem pela A29 (Aveiro/Porto) ou pela A32 (Gaia/Oliveira da Azeméis) encontrará uma saída com o mesmo nome.

Coordenadas GPS: N 40º55.315′ / W 8º32.482′

 

Onde comer

O Perlim abre às 13h30 e não tem restaurantes no interior do recinto. Os restaurantes mais próximos entram no espírito, com decoração e menus natalícios. Mas as filas intermináveis sugerem que se faça reserva antecipada.

Nós almoçamos no Rossio restaurante e lounge bar. Foi uma refeição sofrível, possivelmente devido ao excesso de afluência?! O menu infantil trouxe um hambúrguer demasiado passado e batatas fritas frias, sem sombra de vegetais ou salada. Eu comi um bacalhau com broa, com batata a murro, que gostaria de dizer que foi inesquecível. Mas não foi. Salvou-se a mousse de chocolate de sobremesa. Pagamos 24,50€ (1 adulto e 1 criança).

 

 

Site: aqui 

Horário: dezembro, exceto dias 24 e 25, das 13h30 às 19h00

Bilhetes: gratuito (até 2 anos), 6€ (3-12 anos e seniores), 7€ (adulto), preços especiais para grupos e escolas, com marcação prévia.

 

Planeie a sua próxima viagem

Faça as suas reservas através dos nossos parceiros. Não paga nem mais um cêntimo e para mim faz toda a diferença

  • Encontre os melhores hotéis no  Booking. É onde eu faço as minhas reservas
  • Se precisa de transporte próprio, alugue um carro com a Rentalcars 
  • Reserve os seus bilhetes para monumentos e tours, evitando filas, usando o Get your Guide 
  • Faça um seguro de viagem com a IATI (beneficia de 5% de desconto com este link).

Este post pode conter links de afiliados

2018-12-19T08:07:45+00:00

17 Comments

  1. Victoria 21 Dezembro, 2018 em 3:05 - Responder

    Que interessante saber que existe está feira em Portugal. Deve ser maravilhoso andar pelas decorações e se sentir no clima natalino 🙂

  2. Carla Mota 21 Dezembro, 2018 em 9:29 - Responder

    Que giro! É mesmo ao lado de casa dos meus pais e nunca fui! Tenho que pegar na minha sobrinha e ir experimentar.

    • Ruthia 21 Dezembro, 2018 em 16:54 - Responder

      Lá diz o ditado: “casa de ferreiro, espeto de pau”, não é?

  3. Gabriela Torrezani 21 Dezembro, 2018 em 11:02 - Responder

    Eu adoro essas feiras mágicas de natal, confesso que volto a ser criança. Bom saber que a maior de Portugal está em Santa Maria da Feira, vou me programar pra visitar no ano que vem 🙂

    • Ruthia 21 Dezembro, 2018 em 16:55 - Responder

      É impossível esse ambiente não nos influenciar. Se vierem no próximo ano, digam alguma coisa. Tomamos um café ou voltamos a ser crianças juntas 🙂

  4. Mariana 21 Dezembro, 2018 em 12:00 - Responder

    Que lugar bacana para levar os pequenos! Vou salvar essa dica se tiver a oportunidade de viajar com meu filho nessa época! Adorei

  5. Helen Pusch 21 Dezembro, 2018 em 14:43 - Responder

    Que fofura de lugar! Adorei a maneira como tu o descreveste, me senti dentro de um pequeno conto de fadas natalino.
    As crianças devem amar!

    • Ruthia 21 Dezembro, 2018 em 16:56 - Responder

      Muito obrigada, Helen. O espaço foi mesmo pensado para nos transportar para o imaginário de um conto de fadas. Está muito bem conseguido

  6. Rui Barbosa Batista 21 Dezembro, 2018 em 18:06 - Responder

    A saudosa magia do Natal… afinal, é possível 🙂 Anotada a dica de não ir ao fim-de-semana. Quanto ao meu sobrinho não sei, mas eu estou curioso com o Merlim Ferlim Querlim, feiticeiro e mágico 🙂 Acho que nos vamos dar muitoooo bem lol Mais um belo artigo! Beijinhos e feliz Natal!!

    • Ruthia 22 Dezembro, 2018 em 10:44 - Responder

      Atenção que está fechado nos dias 24 e 25.
      Boas festas, amigo Rui

  7. Edson Amorina Junior 21 Dezembro, 2018 em 22:07 - Responder

    Nossa, que legal, Ruthia. Nós adoramos a época de Natal e suas tradições, eventos e mercados (aqui da Alemanha principalmente). Mais um lugar para planejarmos conhecer.

  8. Fabíola Moura 22 Dezembro, 2018 em 0:42 - Responder

    Você sempre com ótimas atividades para as crianças, Ruthia. Que dica interessante para as férias de fim de ano, meus filhos também iam gostar muito de conhecer, logo a gente que adora um parque, rs. E ainda é pertinho do Porto, o que facilita o acesso.

    • Ruthia 26 Dezembro, 2018 em 18:08 - Responder

      Esta época pode ser um pouco corrida. Então tirar um dia em família pode ser muito feliz para todos, né?
      Boas Festas para vc e a sua família viajante

  9. Fabia Fuzeti 25 Dezembro, 2018 em 15:59 - Responder

    Eu sou fã de Natal, adoro esses reinos mágicos montados especialmente para celebrar essa época do ano. Para quem tem filhos, é um passeio imperdível! 😀

  10. Eloah Cristina 26 Dezembro, 2018 em 10:30 - Responder

    O Natal rende tantas fotos, lembranças e experiências bacanas. Adorei ler sobre Perlim!Obrigada por compartilhar.

  11. Marcia Picorallo 26 Dezembro, 2018 em 16:06 - Responder

    Que delícia isso da língua do P, não vejo mais as crianças brincando assim por aqui no Brasil. Parece ser um passeio bem legal para a criançada, mesmo para os pré-adolescentes ehehe

    • Ruthia 26 Dezembro, 2018 em 18:06 - Responder

      Eu brincava muito da língua dos pês quando era criança. Vou ensinar o meu filho

Deixe o seu comentário