O que visitar perto do Porto: 15 opções encantadoras

Porto visto de Gaia

Atualizado em 6 Maio, 2022

Já conhece a cidade invicta ou tem tempo para esticar a visita? No Norte de Portugal abundam lugares históricos, aldeias castiças e lindas paisagens. Eis alguns destinos fantásticos para visitar perto do Porto

Não é preciso uma viagem longa desde a invicta para encontrar paisagens deslumbrantes, gastronomia maravilhosa, centros históricos que parecem saídos de um postal. Se tem alguns dias para explorar a região Norte, saiba que existem vários destinos perto do Porto perfeitos para uma escapadinha de um dia;  os amigos brasileiros têm uma expressão que acho deliciosa: bate-volta.

Em todos os passeios perto do Porto indicamos a distância aproximada (depende sempre do ponto de partida e estrada escolhida), link para artigos específicos sobre o destino e alguns pontos de interesse, incluindo programas na Natureza. Desde que me mudei para uma grande cidade, sinto cada vez mais necessidade de uma escapadinha regular de ar puro e tranquilidade. E vocês? Embora o Porto não seja uma grande metrópole, já se sentem algumas dores dos centros urbanos, como trânsito e barulho.

Eis portanto alguns destinos bem diversos, que vão das cidades mais óbvias, históricas e “velhas conhecidas”, a aldeias menos turísticas. Todas elas valem bem o passeio, o bate-volta desde o Porto ou até uns dias de visita.

Santa Maria da Feira (30 km)

© Visit Feira

Começamos bem pertinho. Meia hora é suficiente para chegar a Santa Maria da Feira, um destino pouco óbvio. Na verdade, foi necessário a vila-Natal Perlim para visitar esta cidade famosa pela secular Festa das Fogaceiras e o seu castelo de conto de fadas.

Recentemente li acerca dos Passadiços de Fiães, que promete ser um dos percursos mais bonitos de Portugal. São quatro quilómetros entre um bosque paludoso de amieiros e salgueiros, ao som do rio Uíma, que presenteia os visitantes com pequenas cascatas, ribeiras, um açude e uma torre de observação de aves.

Nesta área protegida foram identificadas espécies como salamandras de pintas amarelas, rãs ibéricas, pirilampos e até escaravelhos de espécies contemporâneas dos dinossauros. Escusado será dizer que está nos mais planos para o próximo Verão.

Sugestões de visita: Castelo | Igreja Matriz e Igreja da Misericórdia | Convento dos Lóios | Roteiro de arte urbana | Jardins do Europarque | Festa das Fogaceiras (Janeiro) | vila Natal Perlim

Onde ficar: DS Hotel Lusopark (****) ou, mais próximo do castelo, Feira Hostel & Suites

Vila do Conde (30 km)

Museu das rendas de bilros

“Vila do Conde, espraiada entre pinhais, rio e mar” escreveu José Régio, o mais ilustre filho da terra, e numa frase condensou a essência desta vila que hoje é cidade, onde o rio Ave encontra o mar. Apenas sobre o Conde que lhe deu nome é que ninguém se entende.

Vila do Conde é mais do que as suas excelentes praias e restaurantes de peixe e marisco. Nesta terra de pescadores e marinheiros pode revisitar a vida do poeta [Leia A velha casa de José Régio], conhecer a réplica de uma nau quinhentista, o lindo aqueduto e o seu vizinho convento de Santa Clara e, o meu preferido, o Museu das Rendas de Bilros.

Sugestões de visita: Aqueduto e Convento de Santa Clara | Igreja Matriz | Casa de José Régio | Museu das Rendas de Bilros | Réplica da Nau Quinhentista e Alfândega Régia | Convento N. Senhora da Encarnação (faz 500 anos em 2022) | Vestígios arqueológicos (Castro de São Paio, Cividade de Bagunte e conjunto megalítico do Fulom) | Festas de São João | Tapetes de flores na procissão do Corpo de Deus (de 4 em 4 anos)

Onde ficar: Villa C Boutique Hotel (****), Venceslau Wine Boutique Hostel ou, se preferir ficar perto da praia, Mostarda Boutique Apartment

Quintandona (35 km)

casa de xisto de Quintandona

Quintandona é uma aldeia de xisto numa região de granito, autêntica, em plena Rota do Românico. A pequena localidade do concelho de Penafiel oferece uma escapadinha rural perfeita.

Apesar da proximidade do Porto, a aldeia permanece genuína, com casas em xisto, granito amarelo e ardósia, ruelas encantadoras, canastros em cada esquina, como se chamam aos espigueiros na região. Aproveite para fazer um festim no Winebar Casa da viúva; já vários amigos seguiram a nossa dica e adoraram.

Sugestões de visita: Centro Interpretativo da aldeia | Ruas empedradas, capela, cruzeiro e espigueiros | Monte da Pegadinha (miradouro) | Festa do Caldo (Setembro) | Museu da Broa (moinhos, a caminho de Cabroelo) | Castro do Monte Mozinho (também conhecido como Cidade Morta)

Onde ficar: Casa Valxisto (turismo rural) na própria aldeia ou, a poucos quilómetros, no Dream Corner by Waterfalls

Esposende (50 km)

Os moinhos são imagem de marca da praia da Apúlia

Mar bravo e frio, rios povoados de vida, dunas bem protegidas, algumas das paisagens mais belas do litoral português e tradições ancestrais. Esposende é o destino perfeito para quem procura um passeio perto do Porto com praia e natureza.

A cidade junto à foz do rio Cávado oferece mais de uma dezena de trilhos, para caminhar sem pressas e fazer longos passeios de bicicleta. Nós fizemos um no Parque Natural do Litoral Norte e adorámos conhecer as masseiras, a torre de madeira com vista para charcos cheios de vida e atravessar os pinhais, antes de regressarmos à beira-mar e aos lindos moinhos da Apúlia.

Sugestões de visita: Praias (Apúlia, Ofir, Marinhas, e muitas outras) | Forte de São João Baptista | Igreja da Misericórdia | Museu Marítimo | Parque Natural do Litoral Norte e moinhos da Apúlia | Necrópole das Barreiras | Castro de São Lourenço. Mais ideias no site de turismo da cidade

Onde ficar: Hotel Suave Mar (***), o Cantinho d’Avó (Apúlia) ou o hostel Sea Soul Esposende

Guimarães (55 km)

“Aqui nasceu Portugal”. Estas três palavras bastavam para justificar a visita a uma das cidades históricas mais bonitas perto do Porto. Mas há muito mais para dizer sobre a cidade dos meus afectos, o seu passado glorioso, o centro histórico classificado pela UNESCO como património mundial, as Nicolinas, as pecaminosas tortas de Guimarães e toucinho do céu.

Depois de visitar o centro histórico, faça uma paragem no Convento de Santa Marinha para conhecer os lindos jardins (se for de carro), antes de continuar a subir rumo à Penha, o pulmão da cidade, com um singelo santuário, capelas escavadas na rocha, pedras imponentes. Leia também 8 motivos para visitar Guimarães

Sugestões de visita: Castelo, Paço dos Duques de Bragança e Capela de São Miguel (Monte Latito) | Rua de Santa Maria (compre tortas na Casa Costinhas) | Convento de Santa Clara (actual Câmara Municipal) | Largo da Oliveira, Praça de Santiago, Largo do Toural e Alameda | Muralha “Aqui nasceu Portugal” | Plataforma das Artes | Casa da Memória | várias igrejas (a minha favorita é a S. Francisco) | monte da Penha (pode subir de teleférico) | Citânia de Briteiros

Onde ficar: Hotel da Oliveira (****), Santa Luzia Art Hotel (****) ou, para uma opção um pouco mais económica mas muito válida, Pousada da Juventude

Braga (55 km)

Braga romana
O evento “Reviver Bracara Augusta” acontece anualmente, em Maio

Braga é um dos destinos mais simpáticos do norte de Portugal, com boa comida minhota (não perca o bacalhau à Braga e o pudim de abade Priscos) e uma vibe muito jovem.

Juntamente com Fátima, é também o maior destino de turismo religioso do país, com os santuários do Bom Jesus (património mundial da Humanidade) e do Sameiro, a Sé que inspirou o ditado “é mais velho que a Sé de Braga”, tal é a sua antiguidade, e tantas igrejas que brilham durante a Semana Santa.

A cidade dos arcebispos possui ainda inúmeros vestígios romanos [Império romano, vestígios em Portugal] e, um pouco mais longe do centro, o fantástico Mosteiro de Tibães e a praia fluvial de Adaúfe.

Sugestões de visita: Sé de Braga e tantas outras igrejas (Misericórdia, Santa Cruz, Terceiros…) | vestígios romanos (Fonte do Ídolo, Termas do Alto da Cividade, Domus, Frigideiras do Cantinho) | Arco da Porta Nova | Paço Medieval de Braga (reitoria da Univers. do Minho) | Torre de Menagem | Casa dos Crivos | Palácio do Raio | Jardim de Santa Bárbara | Quinta Pedagógica de Braga e Picoto Park (para quem leva crianças) | Santuário do Bom Jesus do Monte e Santuário de N. Senhora do Sameiro | Mosteiro de Tibães

Onde ficar: Vila Gale collection Braga (****) ou Berço das Mordomias. Para quem preferir ficar no Bom Jesus, recomendo o Hotel do Parque (****)

Amarante (60 km)

Amarante é uma cidade apaixonante, graças à envolvência do rio Tâmega, que torna este um dos destinos mais românticos próximos do Porto. Ao conjunto histórico ponte e Igreja de São Gonçalo, soma-se o Museu Amadeo Souza-Cardozo e os doces conventuais, para tornarem a visita memorável.

Expliquei tudo sobre os quilhõezinhos e a devoção a São Gonçalo no artigo O Doce Fálico de Amarante. Para quem gosta de Natureza, recomendo um passeio pelo Parque Florestal de Amarante ou na Ecopista da Linha do Tâmega, sem esquecer que a cidade tem termas e greens para os amantes de golfe.

Sugestões de visita: Ponte medieval, Igreja e Convento de São Gonçalo | Museu Amadeo de Souza-Cardoso | Solar dos Magalhães | Rio Tâmega e respectiva Ecopista | Termas de Amarante | Mosteiro de S. Martinho de Mancelos e Mosteiro do Salvador de Travanca, que integram a Rota do Românico (Amarante tem três mosteiros, seis igrejas e uma ponte nesta rota) | Festas do Junho

Onde ficar: Monverde – Wine Experience Hotel (****) e, a alguns quilómetros, o soberbo Hotel Casa da Calçada Relais & Chateaux (*****) ou o turismo rural Casa de Pascoaes.

Barcelos (60 km)

Barcelos é uma simpática cidade próxima do Porto, banhada pelo rio Cávado, e famosa pelos seus produtos artesanais, sobretudo de olaria e cerâmica. Tem como protagonista o Galo de Barcelos, uma espécie de símbolo nacional que até já encontrei à venda no Brasil.

A riqueza da sua olaria valeu-lhe os títulos “capital do artesanato” e de cidade criativa da UNESCO e inspirou a Rota do Figurado, um dos programas mais interessantes que pode fazer nesta cidade minhota. Trata-se de um roteiro que passa por 20 peças gigantes do tradicional Figurado de Barcelos, escola artística que pode conhecer melhor no Museu da Olaria.

A feira semanal de quinta-feira, no Campo da República, é bastante animada, mas é na Festas das Cruzes que realmente Barcelos se transforma. O concelho tem sete percursos pedestres assinalados, de pequena rota, ideais para explorar a sua envolvência natural.

Sugestões de visita: Ponte medieval | Paço dos Condes de Barcelos | Centro Histórico | Torre do Cima da vila | Igreja Matriz de Santa Maria Maior | Museu da Olaria | Jardim das Barrocas e jardim da Feira | Festa das Cruzes (Maio)

Onde ficar: no simpático Art’Otel Barcelos, com piscina, In Barcelos Hostel & Guest House ou Casa da Ana Boutique Guest House

Viana do Castelo (70 km)

Viana do Castelo, a “princesa do Lima”, é um dos destinos mais completos para visitar perto do Porto: tem rio, oceano, montanha e património histórico, para além de lindas tradições como a Festa de Nossa Senhora da Agonia e trajes folclóricos únicos.

O pôr-do-sol sobre o mar, desde o Santuário de Santa Luzia, é qualquer coisa de maravilhoso. E depois tem todo um património folclórico único, com trajes lindíssimos, que pode conhecer no Museu do Traje e personifica a alma minhota.

Numa nota mais natural, não deixe de explorar as muitas praias da região, famosas entre os praticantes de surf, windsurf e kitesurf. Cabedelo, Paçô e Carreço são apenas algumas das Melhores Praias do Norte de Portugal.

Sugestões de visita: Ponte Eiffel | Praça da República | Chafariz Quinhentista | Sé de Santa Maria Maior | Museu do Traje | Navio Gil Eannes | Santuário de Santa Luzia | Praias (as minhas favoritas são a do Carreço e a do Paçô) | Festa de N. Senhora da Agonia (Agosto)

Onde ficar: Flag Design Hotel (****), Hotel do Parque (***) ou Hotel Laranjeira (**). Lá em cima no monte, impossível não recomendar a Pousada de Viana do Castelo (****)

Baião (70 km)

© C.M. Baião

A cerca de uma hora da Invicta, Baião destaca-se pela beleza das suas paisagens junto ao rio Douro, que inspiraram Eça de Queirós e a sua obra “A Cidade e as Serras”. As serras são a Aboboreira e o Marão e ajudaram a tornar este um destino turístico sustentável (galardão de prata EarthCheck, certificação validada pelo Internacional Global Sustainable Tourism Council). Este é o município mais verde do distrito do Porto, com 68% do território coberto por áreas verdes e floresta.

Um dos principais motivos para eu incluir a vila duriense nesta lista para visitar perto do Porto é a Fundação Eça de Queiroz, um espaço cultural de excelência. Mas é preciso mencionar também património histórico como o Mosteiro de Santo André de Ancede, as aldeias castiças, o arroz de favas com frango alourado e o biscoito da Teixeira.

Sugestões de visita: Casa de Tormes – Fundação Eça de Queiroz | Mosteiro de Santo André de Ancede | Serra do Marão | Miradouros sobre o Douro | Necrópoles megalíticas na serra da Aboboreira. Para mais ideias, consulte o site do turismo local aqui

Onde ficar: Douro Palace Hotel Resort & SPA (****), as Casas de Pousadouro ou a Quinta da Granja.

Aveiro (75 km)

Deixamos a serra para rumar a Aveiro, com as suas salinas e ovos moles. É encantador entrar num moliceiro de proa atrevida, passear pelos canais e cruzar pontes, vendo desfilar edifícios Art Nouveau. O túmulo da princesa Joana e a afamada fábrica de cerâmica da Vista Alegre também merecem uma visita.

Se prefere programas na Natureza, sugerimos uma caminhada nos Passadiços de Aveiro, um passeio nas dunas vivas de São Jacinto e um saltinho à Praia da Costa Nova, com os seus palheiros coloridos.

Sugestões de visita: Circuito Art Nouveau (a pé ou num moliceiro) e Museu da Arte Nova | Mercado do Peixe | Sé e Igreja da Misericórdia | Museu de Aveiro Santa Joana | Escadas I love Aveiro | Roteiro de arte urbana | Fábrica Vista Alegre | Salinas de Aveiro | Dunas de São Jacinto | Palheiros da Costa Nova | Feira de Março

Onde ficar: Melia Ria Hotel & Spa (****), Hotel das Salinas (***) ou, um pouco mais longe, a interessante opção Barcos Casa OstrAveiro 

Águeda (75 km)

Mundialmente conhecida pelos seus coloridos guarda-chuvas, a ideia de Águeda tem sido replicada um pouco por todo o mundo, daí fazer parte do nosso artigo Street art em Portugal: um roteiro improvável.

Para além do Umbrella Sky Project e outros pontos, belíssimos, de arte urbana, vale a pena conhecer a charmosa lagoa Pateira de Fermentelos e um dos melhores museus ferroviários de Portugal (Museu Nacional Ferroviário – em Macinhata do Vouga).

Sugestões de visita: AgitÁgueda (com o umbrella art project e outra arte urbana) | Casa Museu Cancioneiro de Águeda | Parque da Alta Vila | Museu Subterrâneo Aliança | Pateira de Fermentelos | Sítio arqueológico do Cabeço do Vouga | Museu Nacional Ferroviário de Macinhata do Vouga

Onde ficar: Hotel Conde de Águeda (****) ou Águeda Hostel & Friends

Ponte de Lima (80 km)

Com pequenos tesouros para descobrir a cada visita, a vila medieval de Ponte de Lima é um encanto. Comece o passeio pela secular Alameda dos Plátanos, explore o rico património religioso, sinta o pulsar do passado nas lindas casas senhoriais e resista à nostalgia no Museu do Brinquedo Português.

Atravessando a ponte romano-gótica, incentive os peregrinos do Caminho Português de Santiago com um “ultreia”, antes de se sentar para um almoço copioso que poderá digerir no recinto do Festival Internacional de Jardins.

Sugestões de visita: Museu do Brinquedo Português | Ponte romana | Igreja Matriz e igreja da Misericórdia | Museu dos Terceiros | Paço do Marquês de Ponte de Lima | Chafariz do Largo de Camões | Torre da Cadeia Velha e a Torre de São Paulo | Miradouro da Madalena | Lagoas de Bertiandos e São Pedro d’Arcos (tem por lá um centro de aventura) | Ecovia do Lima | Festival Internacional de Jardins | Feiras Novas (Setembro)

Onde ficar: Carmo’s Boutique Hotel (*****), Hotel Paço de Vitorino (****) ou o económico Oldvillage Hostel 

Gerês (85 km)

O  Gerês é um dos maiores tesouros naturais de Portugal e o único parque com estatuto nacional. Só por isso já merece uma visita. Difícil será explorar todas as suas riquezas em apenas um dia, já que o parque se estende por mais de 70 mil hectares.

O território permite mergulhar em águas cristalinas e geladas, caminhar por trilhos de beleza emocionante, ver (ou pressentir) espécies ameaçadas, respirar ar puro, descobrir um pouco mais sobre os nossos antepassados. Não deixe de visitar uma das muitas pequenas aldeias, onde ainda se mantêm práticas comunitárias, como Pitões das Júnias, Soajo, Lindoso, Castro Laboreiro, Fafião ou Ermida.

Como deixar de incluir o Gerês nesta lista de destinos para visitar perto do Porto?

Sugestões de visita: Mata da Albergaria | Trilhos | Barragens da Paradela, de Salamonde e da Caniçada | Cascatas (Portela do Homem, do Arado, de Cela Cavalos, do Poço Azul, de Pincães…) | Miradouros (da Preguiça, Junceda, Mirante Velho, Voltas de São Bento, Fraga Negra, da Boneca) | Aldeia e miradouro de Fafião | Santuário de São Bento da Porta Aberta | Vila do Gerês e respectivas termas

Onde ficar: Águas do Gerês – Hotel, Termas & Spa (***) ou Hotel Central Jardim (**)

Arcos de Valdevez (100 km)

crianças nos espigueiros do soajo

Terminamos a já extensa lista de sugestões, a cerca de uma hora do Porto, em Arcos de Valdevez, onde regresso sempre com prazer [Leia Visitar os Arcos de Valdevez com crianças]. Entre bucólicas paisagens e trilhos emocionantes (quero muito fazer o das brandas, para os lados do Sistelo), arranja-se sempre tempo para longas e abundantes refeições minhotas, regadas a excelente vinho verde.

A visita não fica completa sem conhecer uma ou duas aldeias do concelho: Soajo, com os seus famosos espigueiros, Sistelo (com os seus lindos socalcos), Ermelo e as suas laranjas, Gavieira com as suas brandas e tantas outras, pequenas e autênticas, encrustadas nas serras.

Sugestões de visita: Campo do Trasladário (monumento Recontro de Valdevez e espaço “Vinhos e Sabores”) | Relógio de água e Igreja da Lapa | Pelourinho medieval e Pelourinho das Crianças | Centro Interpretativo do Barroco | Paço de Giela | Oficinas da Criatividade Himalaya (para quem leva crianças) | Ecovia do Vez e Passadiços do Sistelo | Porta do Mezio (baloiço e lagoas da Travanca lá perto) | Santuário Nossa Senhora da Peneda | Festa de N. Senhora da Lapa (Agosto)

Onde ficar: Ribeira Collection Hotel by Piamonte Hotels (****) ou Luna Arcos Hotel Nature & Wellness (****)

Se este artigo estimulou a vontade de explorar melhor a região do Norte, que tal uma road trip pelas Aldeias encantadoras do Norte de Portugal? Ou conhecer as melhores praias fluviais da região? Se quiser recomendar outros passeios perto do Porto, não deixe de o fazer na caixa de comentários.

Planeie a sua próxima viagem

Faça as suas reservas através dos links parceiros. Não paga nem mais um cêntimo e para mim faz toda a diferença

  • Encontre os melhores hotéis no  BookingÉ onde eu faço as minhas reservas
  • Se precisa de transporte próprio, alugue um carro com a Rentalcars 
  • Reserve os seus bilhetes para monumentos e tours, evitando filas, usando o Get your Guide 
  • Faça um seguro de viagem com a Iati seguros (beneficia de 5% de desconto com este link).

Este post pode conter links de afiliados

Partilhar
Facebook
Twitter
Pinterest
WhatsApp

Artigos Relacionados

8 Comentários

  1. Cintia Grininger

    Não imaginava que havia tantas opções incríveis perto do Porto! Ah, que vontade de fazer um roteiro completo por Portugal e conhecer todas essas cidades…

    1. Ruthia

      Percebo o sentimento, acontece-me frequentemente em relação aos meus destinos preferidoss

  2. Bruna Barbosa

    Nossa, Ruthia, eu que morei no Porto e bati muita perna pelos arredores fiquei surpresa com o tanto do que visitar perto do Porto que eu ainda tenho para conhecer, como Exposende e Baião! Essa última nem tinha ouvido falar e ainda serviu de inspiração para Eça! Que coisa linda!

    1. Ruthia

      O marketing turístico dos destinos mais pequenos nem sempre chega aos turistas estrangeiros. Neste caso, são as dicas dos habitantes que nos permitem conhecer estas pequenas pérolas

  3. Fernanda

    Várias opções lindas de passeios perto da cidade de Porto! Já estive em Braga, Guimarães e Barcelos, mas ainda ficou faltando muita coisa. Hoje o que mais quero conhecer dessa lista é Aveiro e Águeda (acho q 20 anos atrás quando estive em Portugal nem existia a rua com os guarda-chuvas lá hehehe)

    1. Ruthia

      Águeda mudou muito mesmo, “apareceu” nos radares turísticos há poucos anos. Mas tem feito um investimento bem interessante, sobretudo no Verão e na época de Natal

  4. ana

    Gostei da sua lista de 15 opções para visitar perto do Porto, todas parecem ser muito legais.

  5. Marcia

    Viajar não tem fim! Basta ler e se informar e vemos um mundo de opções em uma pequena região como esta a visitar perto do Porto. Excelente, ajuda muito no planejamento este tipo de post, Ruthia. Obrigada

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

JPG_1606302493785

Ruthia Portelinha

Viajante, chocólatra, leitora compulsiva, mãe. Está a aprender chinês porque sim.

Posts Populares
Fundador da ABVP
Viagens de uma Vida
Livro viagens de uma vida
Viagem de grupo a Marrocos

7 dias em Marrocos 430 euros
Marrakech até Deserto do Saara
>> Viagem de Grupo Marrocos <<