crianças nos espigueiros do soajo

Uma escapadinha nos Arcos de Valdevez pode ser suficiente para se apaixonar pelo Alto Minho e regressar, uma e outra vez, à região. Venha desvendar novos segredos da vila minhota “onde Portugal se fez”. Em família, claro.

Arcos de Valdevez, onde o nosso D. Afonso Henriques resolveu as suas pendências com o primo D. Afonso VII, é um destino apaixonante. Tem património, vinhos, mesa farta e natureza exuberante, que atinge todos os superlativos no mágico Parque Nacional Peneda-Gerês.  

O vale do Vez serve de cenário a estes Arcos que mantêm uma tranquilidade ancestral, não só nas bucólicas aldeias, mas no coração da própria vila, onde rio e pássaros nos embalam, numa canção de ninar. Quem imaginaria que o Porto fica apenas a uma hora de distância?

Nós adoramos esta região do Alto Minho [recorde Arcos de Valdevez na Rota dos Gigantes]. Portanto, foi com entusiasmo que aceitámos o desafio de explorar os Arcos de Valdevez em família, testando um dos recentes roteiros desenhados pelo turismo, que pode consultar em visitarcos.pt.

Para além das experiências destinadas às famílias com crianças, listadas abaixo, não deixe de explorar o centro histórico, com as suas igrejas e casas senhoriais, visitar uma quinta produtora de vinho, fazer uma caminhada, trekking ou passeio de BTT. Clique nos links para obter mais informações sobre horários e preços das actividades.

Diversão na Porta do Mezio

Famílias divertem-se na porta do Mezio.

Começamos o fim de semana na Porta do Mezio, uma das cinco entradas oficiais do Parque Nacional Peneda-Gerês, que nos abre os olhos e o coração para a imensidão das montanhas e vales do Soajo e Peneda. Também já escrevemos sobre este tesouro português, classificado Reserva Mundial da Biosfera pela UNESCO – Gerês | 10 experiências incríveis.

Mas hoje não vamos para longe, porque os três hectares da Porta do Mezio têm diversão q.b. para toda a família, começando pelo arborismo e o slide. Também é possível fazer escalada, hipismo, aproveitar a piscina (em tempos não covid), aprender na aldeia dos pequeninos e no museu rural.

O dia estende-se entre estas sombras e brincadeiras, com um piquenique ou a gastronomia minhota do fabuloso restaurante a resolverem a hora do almoço. Quem sabe a experiência prolonga-se noite dentro, com uma observação das estrelas? Tive oportunidade de experimentar noutra ocasião e o pequeno explorador ficou verde de inveja.

Trilhos com crianças nos Arcos de Valdevez

As lagoas de Travanca ficam a uma curta caminhada desde a Porta do Mezio.

Somos adeptos de um turismo saudável, que permita ao Pedro contacto com a natureza. Procuramos também praticar um turismo sustentável, porque queremos que os nossos netos desfrutem das mesmas belezas naturais que já tivemos o privilégio de conhecer.

Os Arcos de Valdevez são um destino fantástico neste contexto, com muitos trilhos que nos conduzem a lugares belíssimos, lagoas escondidas, florestas encantadas. Alguns destes percursos não são aconselháveis a famílias com crianças pequenas, devido ao seu grau de dificuldade (incluindo o Trilho das Brandas do Sistelo, que quero muito fazer).

A caminhada da Ecovia do Vez ao Sistelo, nas margens do rio, é acessível a todas as idades. Para quem prefere evitar passadiços – ainda que os da Ecovia tenham um enquadramento natural muito interessante – podemos sugerir alguns trilhos de pequena rota, de dificuldade moderada, como o percurso curto do PR7 Caminhos do Pão e Caminhos da Fé (5 km) e o PR15 Trilho do Ramil (4,3 km).

Outra opção é simplesmente sair da Porta do Mezio e fazer uma pequena caminhada até ao Baloiço do Mezio e às lindas Lagoas de Travanca ou, em sentido oposto, visitar antas e gravuras deixadas por comunidades na Idade da Pedra.

Visitar as aldeias do Soajo e Sistelo

O Poço Negro é um dos spots naturais mais bonitos do Soajo.

Uma visita ao concelho de Arcos de Valdevez não fica completa sem conhecer algumas das suas lindas aldeias. As mais emblemáticas são o Soajo, com os seus históricos espigueiros, e o Sistelo, uma das 7 Maravilhas de Portugal, na categoria de aldeias rurais.

Nós já estivemos no Soajo e Sistelo algumas vezes, e incluímos as duas na lista de Aldeias encantadoras do Norte de Portugal que valem mesmo, mesmo, a pena conhecer. Mas poderá incluir ainda a pequena Gavieira, para conhecer o magnífico Santuário da Peneda.

Comecemos pelo Sistelo, cuja paisagem, sulcada por socalcos verdejantes, a tornam incomum entre as muitas aldeias que pontilham esse Portugal. Vale a pena passear por ali, fotografar o castelo, a pequena igreja matriz, as casas de granito. Depois, descer ao rio ou subir ao topo da serra, para conhecer as brandas e inverneiras.

E que dizer do Soajo, com as suas tradições tão singulares, o cão sabujo, o pelourinho inusitado e, claro, os 24 espigueiros seculares que nos remetem para um tempo em que as práticas comunitárias facilitavam, um pouco, a labuta agrícola. Não muito longe do Soajo, dê um mergulho no Poço Negro.

Ouvir histórias no Paço de Giela

Uma História nas Asas da Fantasia, ao som de taças tibetanas, no Paço de Giela

Na margem esquerda do rio Vez destaca-se uma torre medieval, com uma linda janela manuelina, que oferece vistas magníficas sobre o vale. Trata-se do Paço de Giela, monumento nacional de visita obrigatória, pela sua importância histórica e beleza.

O espaço museológico é interessante e interactivo. Uma produção cinematográfica permite, por exemplo, perceber o que foi o Recontro de Vez. Como se tudo isso não bastasse, o espaço é cenário de recriações históricas, de uma noite de Halloween e actividades regulares dirigidas às crianças.

O pequeno explorador participou numa história guiada ao som de taças tibetanas, pensada para aliviar a ansiedade, estimular a criatividade e a imaginação (que, para Einstein, era tão ou mais importante que o conhecimento). Este é mais um motivo para visitar os Arcos de Valdevez com crianças.

Kayak no rio Vez

O grupo de grandes e pequenos exploradores, captados pelo ©Centro Aventura

O rio faz parte dos ritmos dos Arcos de Valdevez. As pontes permanecem bem movimentadas, incluindo a ponte junto da praia fluvial da Valeta, onde habitantes e visitantes se refrescam em dias de estio.

Uma das formas mais divertidas de aproveitar estas águas cristalinas, que nascem no Parque Nacional da Peneda-Gerês, é num kayak. A Centro Aventura promove a actividade no Vez, com partida na praia fluvial, e também no Lima. Com o tempo contado, não tivemos a felicidade de passar nos rápidos do rio, argumento mais do que suficiente para o Pedro querer voltar.

A empresa também aluga stand-up paddles e bicicletas no Verão, para além de organizar  outras actividades no seu Park Aventura, situado num concelho vizinho.

Conhecer a gastronomia minhota

Charutos dos Arcos com laranja do Ermelo, outro produto local.

Quem já visitou os Arcos de Valdevez, e o Minho em geral, sabe que não passará fome. Antes pelo contrário, o problema é a abundância à mesa e a qualidade dos produtos regionais como o vinho, carne, mel e a laranja do Ermelo.

Esta é a oportunidade de dar a conhecer às crianças alguns pratos muito tradicionais, como a carne de cachena (aquelas vaquinhas de chifres gigantes que verá a pastar livremente nas serras), o arroz de feijão terrestre ou os rojões.

Voltam a pensar na dieta no regresso a casa, porque falta ainda a doçaria: do maravilhoso bolo de discos, que o município quer certificar, aos rebuçados dos Arcos, do pão de ló do Soajo aos Charutos dos Arcos, uma das 7 Maravilhas de Portugal, no quesito doçaria. Comemos tanto e tão bem, que em breve sai um post específico sobre o assunto.

Oficinas de criatividade Himalaya

As crianças adoraram a figura do padre Himalaya.

Terminamos este roteiro em família no mais recente projecto de Arcos de Valdevez, inspirado num génio-padre-inventor arcoense do século XIX, que recebeu o Grande Prémio da Exposição Internacional de St. Louis, nos EUA, em 1904. Aliás, fomos estrear estas “Oficinas de Criatividade Himalaya” – antes de nós só o Presidente da República pôde explorar o espaço.

Instaladas numa antiga escola secundária, as oficinas prestam homenagem à figura e legado de um dos maiores cientistas e visionários portugueses da viragem do século XIX: o padre Himalaya. Nascido numa aldeia de Arcos de Valdevez, ele percorreu o mundo, em busca de conhecimento e de novas abordagens científicas.

Para além do espaço dedicado à vida e obra do padre-cientista, as oficinas têm várias salas para a exploração e descoberta científica, como o centro de eco cidadania e o labirinto, uma réplica do pirelióforo (a fantástica máquina solar que o padre Himalaya construiu na exposição americana) e um fulldome, ou seja, uma cúpula de projecção em 360° como as que existem nos planetários.

O espaço é incrível – foi muito penoso e difícil arrastar a miudagem de lá! Nota: as oficinas ainda não têm site, apenas página no Facebook.

Diz-se que o baloiço do Mezio é o maior instalado em Portugal.

Imaginaram que seria tão interessante visitar os Arcos de Valdevez com crianças? Que outros programas acrescentariam a este roteiro em família?

Dicas úteis

Como chegar
A 36 km de Braga, a 40 de Viana do Castelo e a meio do caminho entre os dois aeroportos mais próximos – Porto e Vigo (90 km) – o acesso à vila dos Arcos de Valdevez faz-se pela auto-estrada A3 (Porto – Valença), seguida do IC28.

Os Arcos de Valdevez ficam no Alto Minho, região que merece uma estadia mais prolongada. Antes dessa visita, leia Alto Minho: roteiro e dicas de viagem.

Onde ficar
Fiquei – novamente – no Luna Arcos Hotel Nature & Spa e recomendo vivamente, por causa da tranquilidade envolvente, da decoração clean e da simpatia dos funcionários (ainda não foi desta que experimentei o SPA, portanto não posso falar dele). Outra alternativa, um pouco mais requintada, é o Ribeira Collection Hotel.

Esta viagem foi realizada a convite do Município de Arcos de Valdevez

Planeie a sua próxima viagem

Faça as suas reservas através dos links parceiros. Não paga nem mais um cêntimo e para mim faz toda a diferença

  • Encontre os melhores hotéis no  BookingÉ onde eu faço as minhas reservas
  • Se precisa de transporte próprio, alugue um carro com a Rentalcars 
  • Reserve os seus bilhetes para monumentos e tours, evitando filas, usando o Get your Guide 
  • Faça um seguro de viagem com a Iati seguros (beneficia de 5% de desconto com este link).

Este post pode conter links de afiliados

Partilhar
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp

Artigos Relacionados

11 Comentários

  1. Sabrina Albuquerque de Araújo Costa

    Nem sempre é fácil achar conteúdo de viagem com crianças e adolescentes. Muito bom teu post de como visitar os Arcos de Valdevez com crianças.

    1. Ruthia

      Obrigada. Seja bem vinda ao Berço

  2. Marina

    Não tinha pensado em como os Arcos de Valdevez poderiam ser uma opção tão boa para levar as crianças! Ótimas dicas! Obrigada!

    1. Ruthia

      Verdade. O turismo local tem feito um esforço para chegar a vários públicos

  3. Cintia Grininger

    A Porta do Mezio parece um programa delicioso em família! Adorei as trilhas e todas as opções de lazer. Amo como natureza e História sempre parecem se integrar em Portugal, e essa visita aos Arcos de Valdevez é um bom exemplo disso. E as comidas? Vontade de experimentar todas que você citou!

    1. Ruthia

      Menina, foi um fim de semana gastronómico… tive que fazer um detox no regresso

  4. Dani Mi

    Tão bom quando o destino junta várias propostas, como apreciar o barulho do rio e pássaros, conhecer a região e oferecer atividades culturais para a família. Já li outros posts do blog Berço do MUndo na região norte de Portugal e amei!

    1. Ruthia

      Muito obrigada Dani. Fico feliz por estar a apaixoná-la por esta região do meu país

  5. ana

    Achei incrível o seu passeio pelos Arcos de Valdevez , que lugar lindo.. e quanta atividade bacana para fazer.

  6. MOISES BATISTA

    Foi muito legal sua visita nos Arcos de Valdevez com Crianças. Engraçado como este destino é rico em váreas áreas desde o ecoturismo, passado por historia e bem como a gastronomia. Adorei e não vejo a hora de ir.

  7. Marcella

    Que delícia esse passeio pelos Arcos de Valdevez. É o tipo de lugar que eu acho perfeito para levar as crianças, ao ar livre, com bastante caminhada. Adorei a dica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

JPG_1606302493785

Ruthia Portelinha

Viajante, chocólatra, leitora compulsiva, mãe. Está a aprender chinês porque sim.

Posts Populares
Fundador da ABVP
Viagens de uma Vida
Livro viagens de uma vida
Viagem de grupo a Marrocos

7 dias em Marrocos 430 euros
Marrakech até Deserto do Saara
>> Viagem de Grupo Marrocos <<