Praias fluviais do Norte de Portugal

Praias fluviais do Gerês

Nem só de mar se faz o Verão em Portugal, onde existem mais de duas centenas de praias fluviais, mais ou menos escondidas e com cenários encantadores. Vamos conhecer algumas das melhores praias fluviais da região Norte?

É a melhor época do ano para aventuras náuticas e mergulhos, em mar ou rios, que os há em abundância, um pouco por todo o país. Depois do guia das melhores praias do Norte de Portugal (da costa litoral), é a vez de conhecer algumas das mais belas praias fluviais desta região.

A época balnear de 2021, que iniciou em Junho, tem algumas restrições motivadas pelo coronavírus e particularidades como o sistema de cores, que reflete o seu estado de ocupação. A informação está disponível na app Info praia, em tempo real, para que  não faça uma viagem em vão.

Se as praias do litoral estão demasiado cheias, ou pondera fazer umas férias na tranquilidade do interior, saiba que por lá vai encontrar zonas de banhos no meio da natureza. De entre tantas opções, com certeza encontrará uma que é mesmo a sua cara.

Peixinhos da praia do Ermal, em Vieira do Minho.

Praias fluviais no Norte com bandeira azul

Um total de 372 praias portuguesas ostentam a Bandeira Azul em 2021: 330 costeiras e 42 fluviais (mais quatro do que no ano anterior). Mas para além destas, há muitas zonas balneares fluviais onde pode ir a banhos.

Praia Fluvial das Azenhas (concelho de Caminha)

Bem lá em cima, na freguesia de Vilar de Mouros, encontramos a praia das Azenhas banhada pelo rio Coura, cenário de paisagens verdes, não muito longe do lugar onde se realiza o histórico Festival EDP Vilar de Mouros, o mais antigo de Portugal.

Com água limpa e bem fresca, infraestruturas de apoio e vigilância durante a época balnear, este oásis minhoto é procurado durante todo o Verão: até porque as praias costeiras sofrem da famosa nortada. Bem próximo, encontra uma ponte romana e uma área ecológica, parte da rede Natura 2000.

Praia de Adaúfe (Braga)

A cerca de15 minutos do centro de Braga, a praia de Adaúfe hasteia a bandeira azul desde 2016 e o galardão de praia acessível desde 2014 (tem uma cadeira anfíbia, flutuante e submersível). O límpido rio Cávado corre, caudaloso e calmo, convidando a banhos nos dias quentes de Verão.

Um amplo relvado, parque de merendas, bar, casas de banho, uma rede de  percursos pedonais e os fotogénicos moinhos completam o cenário que, só não é idílico, porque facilmente fica apinhado.

Uma parte deste sucesso deve-se às boas acessibilidades – os autocarros 44 e 72 têm uma paragem próxima durante todo o ano e, na época balnear, a TUB assegura um autocarro, com paragem no próprio parque de estacionamento da praia.

O colégio do pequeno explorador faz actividades regulares na praia de Adaúfe.

Albufeira da Queimadela (Fafe)

Banhada pelas águas do rio Vizela, a praia fluvial da Albufeira da Queimadela recebeu o galardão de Bandeira Azul pela primeira vez em 2021. Isso significa boas infraestruturas de apoio (como duches, primeiros socorros, nadador-salvador, bar) e qualidade da água garantida.

Esta praia acessível possui uma grande área de lazer, condições para a prática de desportos náuticos não poluentes, insufláveis e, não muito longe, um parque de campismo e caravanismo. Há já alguns Verões que não visito esta praia, acho que é altura de voltar.

Praia da Congida (Freixo-de-Espada-à-Cinta)

Junto à fronteira com Espanha, a praia fluvial da Congida é uma das mais bonitas desta lista, graças às exuberantes arribas do Douro que a rodeiam. Estamos no Parque Natural do Douro Internacional, com tudo o que isso significa: trata-se de uma área de nidificação de várias espécies de aves.

O cais de onde partem os cruzeiros no Douro fica próximo da praia, que conta com piscina fluvial flutuante, parque infantil e as piscinas municipais. No simpático bar serve-se peixe do rio, o que torna a experiência ainda mais especial.

A linda albufeira do Azibo possui duas praias fluviais muito próximas uma da outra.

Praia da Ribeira e Praia Fraga da Pegada (Macedo de Cavaleiros)

A albufeira do Azibo é um dos argumentos mais fortes para visitar a região transmontana no Verão [leia Macedo de Cavaleiros, trilhos, geossítios e caretos]. Dentro da Paisagem Protegida da Albufeira do Azibo destacam-se duas praias fluviais – a Praia da Ribeira e a Praia da Fraga da Pegada.

A Praia da Ribeira é uma das 7 Maravilhas Praias de Portugal, para além de ostentar, com orgulho, a Bandeira Azul desde 2010. Com um grande relvado ideal para piqueniques e brincadeiras, conta ainda com campos de jogos, parque infantil, bares, aluguer de gaivotas, bicicletas e veículos a pedal. Nela decorrem campeonatos de voleibol de praia.

A (quase) vizinha Fraga da Pegada tem Bandeira Azul consecutivamente desde 2004, o que é um caso único entre as praias fluviais europeias. É também uma praia acessível para pessoas com mobilidade reduzida e possui dois bares de apoio, um deles aberto todo o ano (jantámos como reis na Casa do Lago).

Ambas as praias do Azibo têm estacionamento e vigilância, durante a época balnear.

Parque infantil da Praia da Ribeira.

Praia Arquiteto Albino Mendo (Mirandela)

Esta praia transmontana fica no parque urbano Dr. José Gama, com cerca de 7 hectares. Banhada pelo rio Tua, a praia fluvial tem 100 metros de frente e vários equipamentos de apoio: campos de ténis e voleibol, polidesportivo, parque infantil, áreas para piquenique. 

Para além da Bandeira Azul, em 2021 foi também distinguida com “qualidade de ouro” pela Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza, por causa da excelente qualidade da água. A lotação é de 800 pessoas, que pode facilmente ser atingida, já que a praia que homenageia um “mirandense notável” tem bons acessos.

Outras praias fluviais para conhecer no Norte

Praia Fluvial da Valeta (Arcos de Valdevez)

Esta praia é interesse especialmente no Verão, mas não deixa de ser simpática noutras épocas do ano, já que fica perto do centro histórico da vila. As límpidas águas do rio Vez convidam habitantes e turistas, quer para uns mergulhos, para um passeio de kayak, ou para explorar a Ecovia do Vez, que se prolonga até à aldeia do Sistelo.

Na zona ribeirinha há bastantes sombras e áreas arborizadas, parque infantil e esplanadas com vista para o rio. Nos meses de Julho e Agosto, conta ainda com uma “Biblioteca do Rio”, para além de vigilância. [leia ainda Visitar Arcos de Valdevez com crianças]

Igreja dos Arcos a espreitar para a praia da Valeta.

Praia Fluvial da Lomba (Gondomar)

Na margem esquerda do Douro, numa curva acentuada do rio, a praia fluvial da Lomba é o cartão-de-visita daquela freguesia de Gondomar. A praia é rodeada por encostas verdejantes que a isolam da agitação citadina – não parece, mas estamos no distrito do Porto. 

Um extenso areal, pouco comum nas praias fluviais, é complementado com áreas verdes, parque de estacionamento (pago), casas de banho, posto de primeiros socorros e bar. Junto à praia existe também um pequeno parque de merendas, com grelhadores colectivos, e apesar de ser proibido, é comum encontrar por lá campistas.

Existe ainda um táxi boat que liga esta à praia fluvial de Melres, na margem oposta, pelo custo de 1 euro.

Praia Fluvial do Alqueirão (Terras de Bouro)

A praia de Alqueirão, na albufeira da Caniçada, será porventura a mais procurada para mergulhos no Gerês [leia também Gerês | 10 experiências incríveis]. Distinguida com qualidade de ouro pela Quercus, esta praia acessível fica logo após a ponte que liga Rio Caldo à Vila do Gerês, o que implica muita afluência nos dias de calor.

Facilmente os 65 lugares de estacionamento esgotam, o que faz com que os carros vão parando ao longo da estrada, atrapalhando o trânsito. A sua fama é motivada pelos acessos, mas também pela oportunidade de fazer várias actividades aquáticas, com uma das três empresas no local, e usar o parque de insufláveis.

Nós fizemos um passeio de kayak no Verão passado, mas chegámos muito cedo. O Pedro queria experimentar os insufláveis do Water park, mas estava muita gente e decidimos que o melhor seria explorar outras áreas do Gerês, após dois mergulhos. Atenção: a praia não possui nadador salvador ou qualquer tipo de vigilância.

A foto de entrada do post também foi tirada na albufeira da Caniçada, no Gerês.

Praia do Ermal (Vieira do Minho)

A cerca de 10 km do centro de Vieira do Minho, num plano inferior à estrada, a praia fluvial do Ermal vê-se antes de chegar. É uma imensidão de água abraçada por um verde intenso. Inserida na Barragem do Ermal, esta praia fluvial convida a mergulhos e descanso.

Muito procurada pelas suas águas (a foto subaquática foi tirada lá), a praia do Ermal foi uma das finalistas às 7 Maravilhas Praias de Portugal e tem sido reconhecida, ano após ano, com “qualidade de ouro” pela Quercus.

Dispõe de restaurante, snack-bar, casas de banho e estacionamento. Insufláveis gigantes e outros equipamentos náuticos criam um ambiente colorido e divertido, numa das frentes de praia. É possível andar de kayak e gaivota, fazer stand-up paddle ou usar o teleski (o primeiro a ser instalado na Península Ibérica, parece). 

A praia fluvial do Ermal é talvez a minha preferida, no Norte do país.

Praia Fluvial do Rabaçal (Valpaços)

Terminamos esta rota pelas praias fluviais do Norte de Portugal em Trás-os-Montes, na pequena freguesia de Possacos, concelho de Valpaços. Não sendo a mais famosa das praias transmontanas, é muito simpática e tem vindo a melhorar as infraestruturas de apoio. Ali é possível fazer canoagem, rafting, pescar ou relaxar longe da confusão urbana.

Este verdadeiro achado possui sombras dos amieiros e as águas cristalinas do rio Rabaçal, um parque de campismo com bungalows, parque de merendas com mesas e grelhadores, casas de banho e vigilância durante a época balnear. Os três percursos pedestres existentes na Ecovia do Rabaçal passam nesta praia fluvial e são uma excelente oportunidade para explorar a natureza da região. O blog Passaporte no Bolso tem um post detalhado sobre Valpaços, o que visitar, fazer e roteiro para um dia, que poderá gostar de ler.

Digam-me, queridos leitores, preferem praias costeiras ou fluviais? Acrescentem a vossa praia fluvial preferida nos comentários.

Planeie a sua próxima viagem

Faça as suas reservas através dos links parceiros. Não paga nem mais um cêntimo e para mim faz toda a diferença

  • Encontre os melhores hotéis no  BookingÉ onde eu faço as minhas reservas
  • Se precisa de transporte próprio, alugue um carro com a Rentalcars 
  • Reserve os seus bilhetes para monumentos e tours, evitando filas, usando o Get your Guide 
  • Faça um seguro de viagem com a Iati seguros (beneficia de 5% de desconto com este link).

Este post pode conter links de afiliados

Partilhar
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp

Artigos Relacionados

20 Comentários

  1. chica

    Lindas praias fluviais,bem mostradas e explicadinhas aqui! Sempre bom aqui passar! beijos, chica

    1. Ruthia

      Obrigada Chica. É sempre um prazer “vê-la” por cá

  2. elvira carvalho

    Bonitas praias. Só conheço a de Caminha e a de Arcos de Valdevez.
    Abraço, saúde e bom domingo

    1. Ruthia

      Ainda vai a tempo de conhecer as outras. Um lindo Verão para a Elvira

  3. Inês

    As vezes até nos esquecemos que a praia não é só mar.

    1. Ruthia

      Especialmente quem, como tu, vive à beira mar

  4. CINTIA GRININGER

    Nem só de mar se fazem as praias, não é mesmo? Confesso que tenho certo preconceito contra praias fluviais – porque normalmente não são tão bonitas quanto as de água salgada -, mas essas ao norte de Portugal que você citou parecem lindas e muito agradáveis! Gostei especialmente da praia da Valeta, pertinho de um centro histórico que permite esticar o passeio além da praia.

    1. Ruthia

      As praias litorais são lindas, sem dúvida, mas não fui a nenhuma desde que começou a pandemia. É que tendem a encher demais. E as praias fluviais são uma excelente maneira de nos refrescarmos nos dias de mais calor

  5. Adriana Magalhães Alves de Melo

    Adorei essas dicas. Nesses tempos de pandemia, com certeza as fluviais são melhores opções para fugir das aglomerações. Fotos lindas!!!

    1. Ruthia

      Algumas delas são segredos bem guardados. Outras, por ficarem longe do mar, também podem juntar muita gente

  6. Luciana

    Amei saber das praias fluviais do Norte de Portugal. Como você mesma disse, praia não é somente mar. São lindas e oferecem muita diversão então, já quero conhecer algumas quando for ao país. Obrigada por compartilhar informações tão ricas.

    1. Ruthia

      As praias fluviais portuguesas têm vindo a melhorar as infraestruturas, por isso vc faz muito bem em incluir alguma no roteiro, sobretudo se visitar Portugal no Verão

    1. Ruthia

      Excelente ideia. Depois conte como correu

  7. Carlos Gama

    Que belos recantos a Ruthia nos mostra. Não sendo frequentador de praias fluviais, a sua narrativa faz aguçar o apetite…
    Parabém por mais esta crônica e obrigado.
    Carlos da Gama

    1. Ruthia

      Eu é que agradeço a amável visita e comentaário

  8. Marcela

    Não sabia que Portugal tinha praias fluviais tão lindas! Fiquei com muita vontade de conhecer a Albufeira do Azibo, que lugarzinho especial!

    1. Ruthia

      Tem muitas e encantadoras em todas as regiões do país. As que conheço melhor são da região Norte, onde moro. Mas um dia destes quero explorar melhor as de outras regiões também

  9. Eduardo Alves

    Todas mto boas! Conheço quase todas!!! Paraísos da natureza! Além do da praia do Alqueirao no Gerês há mtas mais!! Todas mto boas!!

    1. Ruthia

      Ui, são muitas as praias do Gerês, muitas delas improvisadas. Todas elas lindas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

JPG_1606302493785

Ruthia Portelinha

Viajante, chocólatra, leitora compulsiva, mãe. Está a aprender chinês porque sim.

Posts Populares
Fundador da ABVP
Viagens de uma Vida
Livro viagens de uma vida
Viagem de grupo a Marrocos

7 dias em Marrocos 430 euros
Marrakech até Deserto do Saara
>> Viagem de Grupo Marrocos <<