Catedral de Santiago de Compostela

São símbolos de fé, destinos de peregrinação e de culto, e também testemunhos arquitectónicos de uma época. Hoje estreio uma nova rubrica, dedicada aos templos em que tenho tropeçado, nas minhas deambulações

Não sou uma pessoa particularmente religiosa, mas encontro sempre tempo para entrar numa igreja, templo, mesquita ou sinagoga. São locais carregados de simbolismo e de história que, não raras vezes, se revelam através de pormenores super interessantes, bizarros, ou mesmo hilariantes!

A primeira estrela desta rubrica é a Catedral de Santiago de Compostela (Galiza, Espanha), que conheci há uns anos, graças a um casal amigo que se mudou, de armas e bagagens, para La Coruña. Nesta igreja maravilhosa, classificada pela Unesco como património da humanidade em 1985, repousa o apóstolo Santiago Maior, num túmulo de prata.

O actual edifício foi mandado construir por Afonso VII (em 1075 ou 1077), sobre os restos de uma capela destruída nas campanhas contra os mouros. Deste símbolo das cruzadas contra os “infiéis”, podemos destacar a fachada principal, conhecida por obradoiro, ou seja, “trabalho de ourives”. O pórtico na entrada Oeste, de Mestro Mateo, é considerado também uma obra-prima da arquitectura.

 

 

A mística dos Caminhos de Santiago, iniciados durante a Idade Média, continua bem viva. O santo padroeiro e protector do reino da Espanha atrai mais de 100 mil visitantes por ano, o que faz da Catedral de Santiago de Compostela um dos destinos de peregrinação mais populares do mundo.

O pormenor super engraçado da Catedral é o seu turíbulo, que pesa mais de 60 kg (vazio) e que começou a ser usado no século XIV, para disfarçar o cheiro dos peregrinos. Também chamado de “bota-fumeiro”, é agitado por vários acólitos até quase tocar o tecto da catedral.

Uma dica para os futuros visitantes desta charmosa cidade medieval: não deixem de provar as Tortas de Santiago. São uma perdição de amêndoa e ovos!

O caminho português até Compostela, ao longo da costa, é lindo. Inclui paragem em Baiona e Pontevedra, por exemplo. Se tiver tempo para um pequeno desvio, deve incluir também as incríveis ilhas Cíes, ao largo da costa da Galiza.

Horário: o santuário está aberto todos os dias das 9h00 às 20h00 (acesso pela porta de Platerías) | Sobre horários e preços para o tesouro-museu, consulte do site oficial da catedral aqui

 

Planeie a sua próxima viagem

Faça as suas reservas através dos links parceiros. Não paga nem mais um cêntimo e para mim faz toda a diferença

  • Encontre os melhores hotéis no  Booking. É onde eu faço as minhas reservas
  • Se precisa de transporte próprio, alugue um carro com a Rentalcars 
  • Reserve os seus bilhetes para monumentos e tours, evitando filas, usando o Get your Guide 
  • Faça um seguro de viagem com a Iati seguros (beneficia de 5% de desconto com este link).

Este post pode conter links de afiliados

2019-06-15T17:43:40+00:00

22 Comments

  1. Stephanie 7 Agosto, 2012 em 0:46 - Responder

    Fazer o caminho deve ser lindo né, minha amiga fez e amou 😀
    Que bela Catedral!!!
    Beijos

    • Ruthia 7 Agosto, 2012 em 7:57 - Responder

      Existem vários caminhos, o meu marido já fez o caminho português de bicicleta e gostou muito da experiência. Para uns é uma experiência espiritual (o Paulo Coelho tem um livro sobre a sua peregrinação, não é?), para outros é um momento de companheirismo porque fazem o caminho em grupo.
      Beijinho

    • projectomarketingdigital 9 Agosto, 2012 em 0:28 - Responder

      Nunca percorri nenhum destes caminhos, mas a emoção e a experiência de que já o fez, é inesquecível!

      Atenciosamente

      Leonardo Alves

    • Stephanie 9 Agosto, 2012 em 2:53 - Responder

      Como moramos na Espanha ela fez acredito que o mesmo do seu marido! Ela fez acredito que pelos dois motivos pois foi com amigos que tb são ligados a espiritualidade e pela experiencia de convívio e troca de energias 😀
      Beijokas

  2. Adriana 7 Agosto, 2012 em 11:46 - Responder

    não sei se eu faria o caminho, mas gostaria de conhecer a catedral..estive em Colônia, na Alemanha, e me emocionei com a catedral, com os restos dos três reis Magos, que emanam uma energia espetacular, com as catacumbas… adoro conhecer igrejas, templos..ao meu ver são cheios de energias positivas.. me sinto iluminada a cada visita!
    Mais uma vez, obrigada por compartilhar conosco essas aulas de história!!
    bjs
    tititi da dri

    • Ruthia 7 Agosto, 2012 em 14:03 - Responder

      É verdade, Adriana, a maior parte dos templos emana energias positivas. Deve ser das orações 🙂

      Posso dizer que a igreja que mais me marcou até hoje foi a Église de la Madeleine, em Paris, que é super simples, do ponto de vista arquitectónico. Emocionei-me no interior, vieram-me as lágrimas aos olhos, não sei explicar… como disse não sou muito religiosa. É uma pena mas não cheguei a fotografá-la. Um dia talvez volte lá, só para ver se sinto a mesma coisa…
      Beijinho

  3. M. 7 Agosto, 2012 em 13:35 - Responder

    Ah, finalmente um local onde já fui!!! A própria cidade é muito bonita e mágica! E as igrejas, claro, têm sempre uma carga própria, mística, mas também pesada…
    Beijinhos,
    Madalena

    • Ruthia 7 Agosto, 2012 em 13:59 - Responder

      🙂 É verdade, a cidade é fantástica. Aliás, todas as cidades com centros históricos medievais têm uma magia muito própria.
      Quis, com esta rubrica, fazer uns posts mais "light", porque acabo sempre com grandes lençóis de texto. Mas isso não quer dizer que um dia não "volte" a Santiago.
      Muitos beijinhos

  4. ✿ chica 7 Agosto, 2012 em 14:36 - Responder

    Esse caminho deve ser lindo e tuas fotos ,muito legais! beijos,chica

    • Ruthia 7 Agosto, 2012 em 19:44 - Responder

      Especialmente a foto do Pedro a dar um beijinho tão doce à mamã!
      Na verdade, os caminhos são vários. Existe pelo menos o caminho inglês, o francês e o português (são os que conheço), todos eles assinalados com a vieira que simboliza o apóstolo e serviços de apoio aos peregrinos ao longo do percurso.
      Nunca fiz, ainda são uns km…

  5. Jorge Fortunato 7 Agosto, 2012 em 19:11 - Responder

    Que belos cenários. é como viajar no tempo.
    Abrços

    • Ruthia 7 Agosto, 2012 em 19:46 - Responder

      Verdade Jorge. Até as pedras da calçada transpiram história 🙂
      Beijinho

  6. Luã Almeida 8 Agosto, 2012 em 17:33 - Responder

    Também não sou uma pessoa de fé, digamos assim, mas com certeza eu faria o caminho de Santiago, só pelo sabor de conhecer este caminho, de ter uma ideia de pelo que milhares de pessoas já passaram, é quase mágico, percorrer por um caminho histórico desses.

    • Ruthia 8 Agosto, 2012 em 19:46 - Responder

      Concordo. Deve ser uma experiência muito preciosa. Daquelas que valem a pena fazer, pelo menos uma vez na vida.
      Abraço

  7. ELAINE 8 Agosto, 2012 em 21:52 - Responder

    Parabéns! Tanto a postagem quanto o caminho, fascinantes! Muito obrigada pela visita ao níver do blog! Significou muito pra mim….. Em datas importantes a presença dos amigos se faz ainda mais necessária! Que o amor renovador e a Paz de Jesus Cristo habitem nossos corações sempre! Desculpe se não consigo visitar mais frequentemente…. Mas vou saltitando de blog em blog e, entre um e outro, vou marcando presença….. A postagem atual, vai permanecer a semana toda, excepcionalmente, por ser a semana de aniversário do blog! Uma iluminada semana! Abraço carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves<

    • Ruthia 9 Agosto, 2012 em 8:10 - Responder

      Elaine, não precisa de agradecer. Mais uma vez parabéns pelo aniversário. Foi uma festa e tanto!
      Beijinho

  8. projectomarketingdigital 9 Agosto, 2012 em 0:25 - Responder

    Santiago de Compostela é realmente muito bonita. A visitei em 2005, com minha família e, apesar do frio e da chuva, valeu muito a pena conhecer esta maravilha espanhola.

    • Ruthia 9 Agosto, 2012 em 8:12 - Responder

      Oi Leonardo, agradeço as suas visitas e comentários. Retribuirei a visita, sim. Aliás, já fui espreitar mas tenho que ir com mais calma para explorar melhor 🙂
      Abraço

  9. Dani 9 Agosto, 2012 em 14:33 - Responder

    Olá Ruthia!
    Santiago de Compostela é muito linda!
    Desde que li o Livro do Paulo Coelho que tenho vontade de visitar, de fazer o caminho que é quase mágico!
    A Catedral é linda também!
    Fiquei com vontade de comer as tortas kkk
    beijoo

  10. Anne Lieri 8 Novembro, 2012 em 14:08 - Responder

    Ruthi,confesso que tenho muita vontade de conhecer o caminho de Santiago e esse mosteiro!Já li tantas histórias lindas sobre o assunto que fico curiosa!Ótimo post e adorei as fotos!bjs,

    • Ruthia 8 Novembro, 2012 em 19:23 - Responder

      Nunca fiz o caminho, mas acho que deve ser uma experiência e tanto… principalmente para quem tem fé! Um dia ainda vem cá. Beijos

Deixe o seu comentário

Subscreva a Newsletter 

Receba por email conteúdo, novidades exclusivas e muita inspiração para viajar a solo e em família (em português)

Fechar (X)

*Não envio spam