O talentoso vienense Johann Strauss compôs um hino a este rio que nasce na Floresta Negra, banha quatro capitais e depois se lança nos braços do Mar Negro, catapultando-o para a estratosfera da poesia.

Diz-se que a valsa Danúbio Azul foi inspirada numa viagem neste rio que dita o ritmo de quatro capitais europeias: Viena, Bratislava, Budapeste e, finalmente, Belgrado. Um rio que serpenteia ao longo de 2800 km e uma dezena de países, mas que revela um charme especial no vale Wachau, paisagem cultural da UNESCO a noroeste da capital austríaca.

Nós conhecemos a região, famosa pelo dulcíssimo vinho branco e por se ter descoberto ali uma senhora muito especial – a rechonchuda Vénus de Willendorf que todos conhecemos nos livros de História, e que repousa no Museu de História Natural de Viena – através de um day tour com a Vienna Sightseeing.

O dia começou em Viena, junto à Ópera, onde um autocarro nos transportou até ao vale, passando por vários vilarejos espremidos entre o rio, as montanhas e as vinhas, com praças pequeninas e janelas floridas.

Durnstein é uma das vilas mais bonitas do vale Wachau

© Turismo de Durnstein.  A vila de 900 habitantes, vista da outra margem do rio.

A beleza do vale Wachau

Ao fundo, as ruínas do castelo onde o Ricardo Coração de Leão ficou encarcerado no século XII.

Durnstein, no vale Wachau

A primeira paragem aconteceu em Dürnstein, uma pequena localidade medieval alcandorada nas margens do Danúbio, dominada pelas ruínas de um castelo que marcou a história europeia. Porquê? Ali aprisionaram nada mais, nada menos, que Ricardo Coração de Leão!

O desentendimento entre o rei inglês e o duque austríaco começou nas Cruzadas da Terra Santa. Após a batalha em que tomaram o Acre, Ricardo arrancou a bandeira austríaca (possivelmente por este não ser rei, mas um simples vassalo do rei alemão) e recusou-se a dividir o saque de guerra com Leopoldo.

Como a vingança é um prato que se serve frio, no caminho de volta a casa, Ricardo apesar de disfarçado de peregrino foi reconhecido, raptado e preso. Permaneceu no castelo de Durnstein entre 1192 e 1193, até ser pago um resgate milionário que muito contribuiu para o esplendor do futuro império dos Habsburgos. Foi durante a sua ausência que surgiu a lenda de Robin Hood em Inglaterra…

 

Igreja de Durnstein
Aqui levam a tradição vinícola a sério. Um barril à entrada da igreja de Durnstein
.
Graças a este hóspede real, a pitoresca Durnstein tornou-se um ponto de interesse e diariamente centenas de turistas invadem as suas ruelas estreitas, a sua linda igreja azul e as suas lojinhas, onde se vende doces, licores e outros produtos à base de pêssego, outro produto da região. A pressão turística é de tal ordem, que as autoridades locais estão a considerar cobrar entrada na vila.

Terminada a visita livre em Durnstein, continuámos neste passeio pelo vale Wachau até Spitz. Ali embarcámos num cruzeiro que nos conduziu pelo rio entre ruínas, bosques verdejantes, escarpas abruptas e praias improvisadas.

Durante o cruzeiro, o calor sufocante foi dando lugar a nuvens ameaçadoras, ouviu-se um trovão, depois outro, e o céu desabou com força. Felizmente tinha capas de chuva na mochila e sobrevivemos incólumes à surpresa.

Ainda as usámos durante as nossas deambulações pela linda vila de Melk, antes da visita guiada ao mosteiro, que se tornou um dos meus lugares preferidos na Áustria. Mas sobre a abadia de Melk e os seus jardins falaremos num próximo post. Palavra de Berço.

 

produtos regionais do vale de Wachau

Os produtos à base de pêssego da região

Um dos pontos do Richard Path, inspirado no rei inglês.

A minha apreciação do day tour

O tour pelo vale Wachau é muito prático, com partida de um local acessível e um guia simpático. O valor é muito próximo do que se pagaria viajando de forma independente, tendo em conta os valores individuais do bilhete de comboio (ida até Melk e regresso de outro local), cruzeiro no rio e entradas na abadia de Melk. Só tive pena não haver tempo para subirmos até às ruínas em Durnstein.

A empresa ferroviária propõe o bilhete Wachau, que inclui as três coisas (bilhetes de comboio, cruzeiro e mosteiro) por um valor mais baixo aqui. Mas sobre este serviço não posso opinar, já que não o experimentei.

Vienna Sightseeing: site | Duração do passeio: cerca de 8 horas|Bilhete: 79€ (adulto), 35€ (3- 12 anos) | No Inverno, o cruzeiro no Danúbio é substituído por um almoço num restaurante local e uma visita guiada em Krems ou Durnstein. Preços de 2018

Igreja de Durnstein: site | Horário: seg-sábado 9h-18h, domingo 10h-18h (só aberta a visitas no Verão) | Bilhete: 3,5€ (adulto) e 1,5€ (6-14 anos) Preços de 2018

 

 

Planeie a sua próxima viagem

Faça as suas reservas através dos links parceiros. Não paga nem mais um cêntimo e para mim faz toda a diferença

  • Encontre os melhores hotéis no  Booking. É onde eu faço as minhas reservas
  • Se precisa de transporte próprio, alugue um carro com a Rentalcars 
  • Reserve os seus bilhetes para monumentos e tours, evitando filas, usando o Get your Guide 
  • Faça um seguro de viagem com a Iati seguros (beneficia de 5% de desconto com este link).

Este post pode conter links de afiliados