Brunch no Norte: 7 opções deliciosas

brunch em Espinho, no norte de Portugal

Atualizado em 14 Fevereiro, 2022

Há por aí adeptos do indulgente brunch? Se ainda não estão em cada esquina, como acontece em Lisboa ou no Porto, muitas cidades do Norte de Portugal já oferecem essa refeição cool todos os dias

Os ingleses inventaram-no, no final do século XIX, mas foram os americanos que popularizaram a matemática gastronómica onde breakfast + lunch = brunch. A moda chegou a Portugal nos últimos anos e já faz parte da rotina de muitas pessoas, sobretudo aos fins-de-semana.

Porque não obriga a horários ou pressas, porque une coisas boas de duas refeições diferentes, porque nos nutre a alma em dias de lazer. Os menus são variados, uns mais saudáveis que outros, quase sempre bem acompanhados de bom café e sumos naturais ou aqueles batidos de fruta, todos detox, anti isto e pró aquilo.

Nós testámos várias opções de brunch no norte do país (tarefa chata) e deixamos aqui as nossas sugestões para começar o dia mais tarde, com comida confortável e deliciosa.

Porque a oferta de brunchs no Porto é um pouco mais abundante, os amigos do blog Explorandar, que são especialistas em comer bem, fizeram as honras da casa na cidade invicta. Se, como eles, também adoram unir comida e viagens, não deixem de espreitar os seus roteiros gastronómicos e as suas receitas.

Vamos lá brunchar?! Sim, eu sei que a palavra não existe, mas estou numa onda Mia Couto, a inventar os meus próprios verbos.

A maravilhosa tosta do Nordico Coffee Shop

Nørdico Coffee Shop (Braga)

Inauguramos a comilança perto do centro histórico de Braga, num coffee shop de inspiração escandinava, com um serviço de café especializado. Depois de alguns anos a viverem no estrangeiro, os donos decidiram abrir um espaço semelhante aos que frequentavam em Londres, com reconfortantes bebidas de café e snacks saudáveis, servidos num espaço acolhedor.

Uma das especialidades do Nørdico é o brunch, servido diariamente. Ali podemos encontrar tostas e bagels recheados com salmão fumado, bacon e ovos ou presunto. Há panquecas (massa não alterável) belamente complementadas com frutos vermelhos, manteiga de amendoim, granola, chocolate, banana, maple syrup… Há, por fim, taças de cereais, fruta e/ou iogurte.

Infelizmente não existe um menu de brunch, sendo necessário escolher tudo individualmente. Mas há muito a elogiar. A tosta Oslo estava muito boa, com os ovos bem escalfados. Todos os produtos são frescos/orgânicos e tostas feitas com pão de fermentação lenta.

Paguei 19,20€ por uma tosta Oslo (com queijo-creme, salmão, rúcula e 2 ovos escalfados), uma tosta de bacon com ovos, uma porção de panquecas com frutos vermelhos e queijo mascarpone para dividir, água e chá. Só não lhe dou 5 estrelas porque congelámos no pátio exterior – o pequeno explorador ainda não tinha certificado de vacinação – à espera das panquecas.

Morada: Rua do Anjo, 90A – Braga

Leia também: 8 igrejas para conhecer em Braga

As panquecas do Nordico, com mascarpone e frutos vermelhos.

Cake n’ Bake (Guimarães)

Vinte e poucos quilómetros depois chegamos a Guimarães, cidade-berço e lugar dos meus afectos. É igualmente numa rua empedrada, numa casa de pedra do centro histórico que é património mundial da UNESCO que encontramos o Cake n’ Bake Brunch & Cocktails, um espaço simples e agradável.

Tudo começou com bolos feitos em casa, cuja popularidade conduziu a esta cafetaria, especializada em bolos, brunchs e cocktails de autor. O menu de brunch – disponível todos os dias – custa 15€ e inclui ovos, sumo de laranja, iogurte com granola e fruta, uma panqueca com nutella (massa e topping não alteráveis) e café.

Das opções disponíveis, escolhi os ovos Benedict, que estavam irrepreensíveis. Para além de brunch, pode encontrar ali papas de aveia, tostas, panquecas, smoothie bowls e vários tipos de bagel – parece que o bagel francesinha é bastante procurado.

O único detalhe que não gostei foi usarem palhinhas de plástico no sumo. Temos algum cuidado ecológico com o que comemos e encomendamos, evitando o plástico sempre que possível. Ao todo, paguei 24,50€ por um brunch, um pequeno-almoço inglês e um sumo de laranja.

Morada: Rua Egas Moniz, 127 – Guimarães

Leia também: 8 motivos para visitar Guimarães

Peppermint, Brunch & Cocktails (Esposende)

O Peppermint, Brunch & Cocktails fica numa rua comercial da cidade de Esposende. Com uma decoração simpática, ainda que ao fundo o espaço seja um pouco escuro, as suas propostas são panquecas de banoffee ou de aveia/banana, guacamole com chips de batata doce, húmus com palitos de vegetais, tostas e muitas outras opções deliciosas.

Os pratos vegan são uma das mais-valias do espaço, assim como os cocktails. Como não tem um menu de brunch, montámos o nosso com ovos Benedict, ovos mexidos com bacon e tostas, panquecas para dividir, um sumo de laranja e outro sumo do dia. O preço total foi de 24€.

Para além da massa das panquecas estar boa, gostei das palhinhas de milho, que revelam uma consciência ecológica, mas não gostei da consistência do molho holandês. Tudo somado, foi uma experiência simpática. Um dia destes esperamos voltar para comer outras coisas. Leia também: Parque Natural do Litoral Norte, entre o rio e o mar

Morada: Avenida Valentim Ribeiro, 14 – Esposende

O espaço em Esposende precisa melhorar o seu molho holandês.

O Diplomata (Porto)

O Diplomata é conhecido por ter das melhores panquecas do Porto e para todos os gostos. E começa logo pelas opções de massa: simples, de chocolate, aveia, mirtilo, vegan/sem glúten ou de oreo. E há um mundo de toppings que se pode adicionar, desde nutella, passando por caramelo, fruta e gelado, até iogurte, manteiga de amendoim e mel, só para dar alguns exemplos. Também tem uma ou outra opção de panquecas salgadas.

Para quem procura um brunch, há vários menus com preços de 10€ a 15€. Todos eles incluem duas panquecas, bebida quente e bebida fria. Dependendo do menu, pode incluir também ovos mexidos e bacon, açaí, feijão e tomate, bruschetta de queijo ou dip de cenoura e pepino com molho de iogurte.

Em alternativa aos menus é possível pedir panquecas a gosto, saladas, snacks, bagels e tostas, acompanhando com sumo natural, batido ou uma bebida quente. Os preços de cada elemento variam entre 1€ e 5€, por isso também não fica muito caro fazer a nossa própria combinação.

As panquecas são realmente o ex-libris d’O Diplomata: a massa é muito fofa e vêm bem “recheadas” com as coberturas que pedimos (fotos abaixo, do blog Explorandar). O preço parece-nos justo, não exagerado, ainda mais se considerarmos a localização privilegiada deste local, em pleno centro histórico do Porto. O espaço é relativamente pequeno, pelo que convém reservar mesa ou ir cedo.

Morada: Rua de José Falcão, 32 – Porto

O Apartamento (Porto)

O Apartamento fica na Cedofeita, uma parte calma do centro do Porto, um pouco afastada dos spots mais turísticos – tendo por isso a vantagem de ser mais provável arranjar aqui mesa, mesmo quando outros sítios estão cheios. 

Este café & snack-bar tem menus de brunch com preços que variam entre os 8,90€ e os 12,90€. O mais simples inclui limonada, duas tostas com ovo, croissant com compota e café. O mais caro inclui sumo de laranja, ovos mexidos, fiambre, queijo, salada, manteiga, iogurte, café ou cappuccino.

É também possível pedir extras ou simplesmente escolher elementos individuais, de acordo com a preferência de cada um. Há crepes doces e salgados, panquecas, saladas, paninis, sumos e bebidas quentes, com preços que vão os 2€ aos 7,50€ (o que pode encarecer a conta, por comparação ao menu de brunch).

Pode pedir-se duas a nove unidades de panquecas, de um só tipo de massa, e adicionar desde chocolate, fruta ou compota, até mel, manteiga de amendoim ou gelado. As panquecas são boas, embora não sejam uma especialidade. O crepe salgado e os ovos mexidos que experimentámos marcaram-nos mais.

Embora não se perceba a partir da rua, O Apartamento tem um interior com bastante espaço e um pátio muito agradável ao fundo. Estes pátios “secretos” são comuns nas casas mais antigas do Porto e são espaços ideais para experimentar em dias de sol.

Morada: Rua de Cedofeita, 607 – Porto

© Explorandar

7g roaster (V. N. de Gaia)

Instalado num antigo armazém, a dois passos do Cais de Gaia e do World of Wine, o 7g roaster é um lugar para amantes de café. A casa selecciona café de vários pontos do globo e torra-o “com o máximo cuidado e rigor para realçar o melhor de cada um”. A somar a um bom café, é possível experimentar outros produtos locais como o vinho do Porto e a broa de Avintes.

Quanto a brunchs, tem quatro opções de menu, entre os 14€ e os 17€, para além de outras refeições como hambúrgueres, wraps, bowls, saladas, tostas, nachos, etc. O menu mais barato inclui ovos e bacon, tosta, croissant, manteiga e compota, fiambre e queijo, iogurte com granola, sumo de laranja, nata e cappuccino/ou café de filtro.

É realmente demasiada comida, pelo que acabei por escolher alguns elementos individuais, apesar de ficar mais caro. Comecei com uma tosta de guacamole – feita com pão rústico barrado com guacamole, ovos escalfados, salmão, molho holandês, salsa e cebola em conserva (7,50€) -, acompanhada de sumo de laranja e depois rematei com panquecas.

Bem, estas panquecas merecem um parágrafo à parte, porque foram as melhores de todas as que provei, na minha modesta opinião. Massa fofa, com creme de limão, polpa de maracujá e bolacha crocante (6,50€). Era para dividir com o Pedrinho, mas ele estava muito cheio e acabei por as comer sozinha (vergonha, vergonha).

Morada: Rua de França, 26 – Vila Nova de Gaia

Leia também: WOW – World of Wine em Gaia

Pão de Dó (Espinho)

Terminamos este périplo em Espinho, no Pão de Dó. A decoração do espaço é musical, com piano e discos de vinil, e super vintage. Mas o menu é tudo menos antiquado. A cada domingo divulga-se os menus de brunch do fim-de-semana seguinte, que custam 15€ pessoa/25€ para duas pessoas. Habitualmente há três opções, com margem de manobra para o cliente compor desejos e escolher o que lhe apetece.

Eu experimentei o brunch Dia da mãe que incluiu panquecas Benedict (ficou um pouco enjoativo, preferia em pão, mas o molho holandês estava perfeito), tostas com pasta de abacate, frutos secos e mel, scones, espetadas de fruta e sumo de laranja. A foto está na entrada no post.

Ainda experimentámos as panquecas (massa não alterável), mas o molho de iogurte que cobria as panquecas estragou a ocasião. O menu inclui ainda ovos mexidos simples ou com bacon, hambúrgueres em bolo do caco e wraps vegan, cachorros de meio metro… igualmente em regime de take-away.

Depois de tanta comida, precisámos de uma caminhada junto à praia, que consta no nosso artigo Melhores praias do Norte de Portugal

Morada: Rua 8, nº 745 – Espinho

A massa das panquecas é boa, o molho não foi uma boa escolha.

#Nota importante: os preços e menus mencionados estavam em vigor aquando da nossa visita. Obviamente, os espaços podem alterar a sua carta e preços a qualquer momento.

Têm mais dicas de brunchs no Norte de Portugal (e não só) imperdíveis? Acrescentem nos comentários.

Planeie a sua próxima viagem

Faça as suas reservas através dos links parceiros. Não paga nem mais um cêntimo e para mim faz toda a diferença

  • Encontre os melhores hotéis no  BookingÉ onde eu faço as minhas reservas
  • Se precisa de transporte próprio, alugue um carro com a Rentalcars 
  • Reserve os seus bilhetes para monumentos e tours, evitando filas, usando o Get your Guide 
  • Faça um seguro de viagem com a Iati seguros (beneficia de 5% de desconto com este link).

Este post pode conter links de afiliados

Partilhar
Facebook
Twitter
Pinterest
WhatsApp

Artigos Relacionados

19 Comentários

  1. Adriana Magalhães Alves de Melo

    AMEI as dicas, principalmente as fotos, estão fantásticas, de dar água na boca. Aqui no Brasil também há brunchs, mas geralmente nos finais de semana…

    1. Ruthia

      Aqui em alguns lugares também são oferecem a opção de brunch ao fim-de-semana

  2. Ana Carolina

    Para tudo que amei essas dicas!!! Adoro panqueca, pão de ló e tantas outras gostosuras que indicou. Post salvo!

    1. Ruthia

      Hahaha, eu adoro umas panquecas bem feitas, já experimentei algumas bem interessantes por aqui.

  3. Maria C

    Amo o conceito de brunch e adorei todos esses que foram apresentados mas o que me pegou realmente foi o prato com abacate pq amoooo!

    1. Ruthia

      O meu marido também adora um abacate, só assim para o convencer a enfrentar um brunch, refeição que, nas suas palavras, não é “carne nem é peixe”

  4. Ana Paula

    Eu amo um brunch , pena que no Brasil não tem muito esse habito, esses pratos me fizeram salivar hahhahah

    1. Ruthia

      Aqui em Portugal, começa a haver mais opções, mas só nas cidades maiores. Na minha cidade, por exemplo, só temos uma ou duas opções.

  5. Mariazita

    Esta postagem fez-me engordar 10 quilos só com o olhar!!! 😊
    Que coisas tão apetitosas! Tenciono ir ao Porto tão breve quanto possível, e não perdoarei! Tenho de experimentar esses brunchs todos!
    Obrigada pelas dicas.

    Bom Fim de Semana.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    1. Ruthia

      Espero que consiga passar vários dias no Norte, porque se concentrar estes brunchs todos num fim-de-semana, ainda que prolongado, vai engordar quase os 10 Kg 🙂

  6. Lulu Freitas

    Acho que engordei uns 10kg só lendo esse post! rsrs Eu amo um brunch e fiquei com inveja da sua árdua tarefa de explorá-los. As panquecas (todas!) me adoçaram o apetite. Salvei essas dicas para o futuro.

    1. Ruthia

      Bem, há tarefas difíceis, mas alguém tem que as fazer 🙂 Em prol dos meus leitores queridos <3

  7. Cintia Grininger

    Tarefa difícil mesmo essa, Ruthia! hahaha Adoro brunch e acho uma ótima opção para o fim de semana, gosto dessa combinação de refeições.

    1. Ruthia

      Vida dura, hahaha

  8. Fernanda

    Nossa, várias fotos pra gente ficar babando aqui rs Adorei o post e queria experimentar vários desses brunchs no norte de Portugal! Mas acho que os pratos das 2 primeiras fotos são os meus preferidos. Não vejo a hora de voltar para Portugal!

    1. Ruthia

      As primeiras 2 fotos são dos dois brunchs que mais gostei

  9. Cris

    Não vejo a hora de passar uma temporada maior em Portugal e aproveitar todas essas delícias! Afinal, todo dia é dia de brunch! 😀

  10. Inês

    Tens que vir provar o Brunch de Marisco a Âncora. 🙂

    1. Ruthia

      Como é que é? Há disso em Vila Praia de Âncora? ah, que terra encantadora…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

JPG_1606302493785

Ruthia Portelinha

Viajante, chocólatra, leitora compulsiva, mãe. Está a aprender chinês porque sim.

Posts Populares
Fundador da ABVP
Viagens de uma Vida
Livro viagens de uma vida
Viagem de grupo a Marrocos

7 dias em Marrocos 430 euros
Marrakech até Deserto do Saara
>> Viagem de Grupo Marrocos <<