Caretos de Podence | Entrudo Chocalheiro

caretos de Podence

Atualizado em 9 Fevereiro, 2022

Os caretos, figuras diabólicas mascaradas, saem pelas ruas de Podence no Carnaval, à procura de raparigas incautas. Saiba mais sobre este Entrudo, que é chocalheiro e património da Humanidade

Dos caretos de Podence se diz que são misteriosos e irreverentes. Que não podem ver um rabo de saias. Os chocalhos de latão pendurados, como um símbolo de virilidade, são usados para “chocalhar” as raparigas, de preferência solteiras. E os miúdos mais pequenos, os facanitos, seguem-lhes as pisadas (já vão participando meninas também).

Esta tradição ancestral, possivelmente com raízes celtas, permitia alguns excessos depois do longo e silencioso Inverno, celebrando a Primavera, um novo ciclo de fertilidade. Se o Carnaval de Podence esteve em risco, nos anos 1960, por causa da guerra colonial e da emigração, regressou em força nos anos oitenta. Ainda hoje os rapazes mascarados saem pelas veredas, em cabriolas barulhentas, frenéticas e imprevisíveis.

A pacata aldeia de Podence, meros 14 quilómetros quadrados cravados no centro do distrito de Bragança, transforma-se durante o Carnaval. As duas centenas de habitantes recebem milhares de pessoas, muitas delas emigrantes que regressam apenas durante este período.

Nos últimos anos, o número de visitantes multiplicou-se, graças à classificação do Entrudo Chocalheiro pela UNESCO. E a aldeia enfeitou-se para os receber, com murais e decoração alusiva aos caretos. Vamos saber mais sobre este Carnaval típico do nordeste transmontano?

O que são os caretos

Os caretos são expressões da cultura popular de Trás-os-Montes e da província espanhola de Zamora, o que denuncia, para estas celebrações, uma origem anterior à formação das nacionalidades. Caracterizam-se por trajes e máscaras que garantem o anonimato. E são protagonistas nas chamadas Festas do Inverno, que se estendem entre o solstício do Inverno e o Carnaval, em zonas rurais.

Existem caretos em toda a região transmontana – em Lazarim (concelho de Lamego), ou em Ousilhão (Vinhais), por exemplo – mas os de Podence distinguem-se pelos seus chocalhos. Daí o nome da festa ser “Entrudo chocalheiro”.

Os caretos de Podence usam mantas de lã quentinhas, com franjas bem coloridas, feitas artesanalmente: cada fato pode custar cerca de 800 euros. Mas o disfarce não fica completo sem a bizarra máscara pintada, de couro ou metal, sem os chocalhos e os paus, usados em lutas imaginárias.

Na última visita à região, conheci a oficina de dois artesãos, à porta da aldeia de Podence, que fazem fatos e máscaras. Até pintei uma, experiência que relatei em Macedo de Cavaleiros | Trilhos, geossítios e caretos.

Artesãos que fabricam as máscaras dos caretos

Tradição que é Património da Humanidade

Os caretos de Podence entraram na lista de Património Imaterial da Humanidade da UNESCO em 2019, juntando-se ao fado, ao cante alentejano, à louça preta de Bisalhães e outras deliciosas idiossincrasias portuguesas.

As “Festas de Inverno – Carnaval de Podence” foram a única candidatura seleccionada pelo Governo para representar Portugal naquele ano.

O Careto de Podence é conhecido pelo seu comportamento performativo, “as chocalhadas” de que são alvo principal as mulheres, um ato simbólico que remete para uma origem remota e uma possível ligação a antigos rituais agrários e de fertilidade.

Hoje, estes mascarados, que visitam as casas de vizinhos e familiares, num ritual de convivialidade, são sobretudo emigrantes, constituindo-se, por isso, o Entrudo Chocalheiro como um momento essencial da vida dos descendentes de Podence, que regressam no Carnaval para dar continuidade à prática que herdaram de pais e avós.

Comissão Nacional da UNESCO

Leia também Património Mundial da UNESCO em Portugal.

© Comunidades Lusófonas

Entrudo Chocalheiro de Podence

Os Caretos de Podence (apenas com membros do sexo masculino) organizaram-se em associação cultural e criaram um espaço museológico: a Casa do Careto. Estes homens de fatos com capuz de cores garridas e máscara de nariz saliente já fizeram soar os seus chocalhos de norte a sul do país, mas também na Disney em Paris, no Carnaval de Nice e de Viareggio (Itália), na Alemanha, em Espanha e até em Macau.

A sua missão inclui a organização do Entrudo Chocalheiro. Durante os quatro dias (Sábado a terça-feira) há muitas actividades disponíveis: caminhadas, passeios de BTT, exposições, concertos, feira de produtos tradicionais, raids fotográficos e animação de rua.

Mas os momentos mais importantes do Carnaval de Podence são os casamentos a fingir (Domingo Gordo), o desfile e a cerimónia da Queima do Entrudo, uma grande fogueira que queima um diabólico boneco de palha, momento dramático que anuncia o final da festa (Terça-feira de Carnaval).

Para mais informações sobre o programa do Entrudo Chocalheiro: http://www.caretosdepodence.pt

Dicas úteis sobre o Carnaval de Podence

Onde ficar

Podence fica no concelho de Macedo de Cavaleiros, a cerca de 30 km a sul de Bragança. A aldeia fica próxima da linda albufeira do Azibo, onde existe algum alojamento. Veja aqui onde dormir em Podence.

Tenha em atenção que a oferta hoteleira esgota rapidamente no período do Carnaval, sugere-se reservar com antecedência. Na viagem a Macedo de Cavaleiros fiquei hospedada na Casa da Fraga, na freguesia macedense de Ferreira, um alojamento local muito charmoso, que recomendo vivamente.

Onde comer em Podence

Existem alguns restaurantes que servem comida tradicional, como alheiras e os casulos, em sopa ou cozido. Mas os habitantes de Podence têm o hábito de usar a parte de baixo das casas (antigamente ocupadas pelos animais) como restaurantes/bares improvisados, onde servem refeições ou simples petiscos. Há também as habituais tasquinhas, em vários pontos da aldeia.

Planeie a sua próxima viagem

Faça as suas reservas através dos links parceiros. Não paga nem mais um cêntimo e para mim faz toda a diferença

  • Encontre os melhores hotéis no  BookingÉ onde eu faço as minhas reservas
  • Se precisa de transporte próprio, alugue um carro com a Rentalcars 
  • Reserve os seus bilhetes para monumentos e tours, evitando filas, usando o Get your Guide 
  • Faça um seguro de viagem com a Iati seguros (beneficia de 5% de desconto com este link).

Este post pode conter links de afiliados

Partilhar
Facebook
Twitter
Pinterest
WhatsApp

Artigos Relacionados

14 Comentários

  1. Mariazita

    Não ou grande fã do Carnaval. E não é por ser velhota, não! Quando era mais jovem 😅 também não apreciava.
    Mas há um facto relacionado com os festejos carnavalesco de que gosto imenso – precisamente os caretos.
    Não sei explicar porquê mas adoro vê-los naqueles trajes berrantes, executando diabólicos bailados e “perseguindo” as raparigas que se fingem assustadas e fogem deles a sete pés!
    E no que toca a Carnaval… pelo que me toca já tenho a minha dose 😅
    Feliz mês de Fevereiro.

    Bom Fim de Semana.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    1. Ruthia

      Eu não sou grande fã de multidões, então não sou frequentadora regular dos carnavais. Mas Podence e Lazarim são realmente especiais. Espero descobrir outras localidades pequenas com tradições únicas (antes que desapareçam). Abraço Mariazita

  2. Silvio Nobre

    Coisa linda é a cultura popular e seus folclore mundo a fora. Sempre uma maravilha ler teu blog minha querida Ruthia, das coisas mais preciosas que meus tempos no twitter me deu. Forte abraço cá do Brasil e muitas bençãos pra vc e sua família!

    1. Ruthia

      Que lindo feedback, muito obrigada. As redes sociais não têm apenas o lado mau.

  3. Gabriela Torrezani

    Uau, eu nunca tinha ouvido falar dos caretos de Podence e fiquei muito intrigada… O Carnaval na Europa costuma ser muito diferente do brasileiro, então pra mim sempre é um choque cultural… mas eu amo esse choque e conhecer novos costumes e realidades!

    1. Ruthia

      Os choques culturais fazem-nos crescer. A diversidade é uma riqueza!

  4. Fernanda

    Adoro descobrir algo completamente novo pra mim nos blogs de viagem! Não fazia ideia de nada sobre os caretos de Podence e o Entrudo Chocalheiro em Portugal! Gostei de saber que já foi declarado patrimônio pela UNESCO e fiquei com vontade de conhecer ao vivo!

    1. Ruthia

      Quem sabe um dia consegue viver essa festa em Portugal. Com certeza, será uma experiência inesquecível

  5. Marcela

    Muito interessante conhecer os Caretos de Podence! Que tradição curiosa essa. Não consigo não comparar com o carnaval do Brasil, onde qualquer um morreria de calor com essas roupas rsrs

    1. Ruthia

      Acontece que em Fevereiro, pleno Inverno em Portugal, as temperaturas na aldeia de Podence podem facilmente andar próximas de 0ºC de manhã… então os fatos são absolutamente adequados

  6. Maria C

    Nunca havia ouvido falar nos Caretos de Podence. Esse colorido e essas tradições ancestrais me encantam. Deve ser muito divertido vê-los passar chacoalhando e brincando com todos.

    1. Ruthia

      É um evento muito divertido mesmo, temos que ir com a mente aberta e predisposição para entrar na brincadeira

  7. Gisele

    Gosto de ler o seu blog porque conheço costumes e tradições das quais jamais ouvi falar morando no Brasil.
    Foi ótimo saber da existência dos Caretos de Podence. Adorei os trajes típicos!

    1. Ruthia

      Esse encontro de culturas é muito bonito. Eu também aprendo muito nos blogs brasileiros

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

JPG_1606302493785

Ruthia Portelinha

Viajante, chocólatra, leitora compulsiva, mãe. Está a aprender chinês porque sim.

Posts Populares
Fundador da ABVP
Viagens de uma Vida
Livro viagens de uma vida
Viagem de grupo a Marrocos

7 dias em Marrocos 430 euros
Marrakech até Deserto do Saara
>> Viagem de Grupo Marrocos <<

Siga-nos no Instagram

Travel blogger, chocolate lover, mum | @abvppt co-founder | #portugal🇵🇹 Côte d’Ivoire 🇨🇮#travelwithkids