O explorador da Estrela

“Sabes o que é um explorador?” O Pedrinho hesita. Chamo-lhe muitas vezes “pequeno explorador” mas, apercebo-me, nunca lhe expliquei o significado desse tratamento carinhoso. No Jardim da Estrela, em Lisboa, entendeu-o finalmente

– É uma pessoa que percorre, observa e investiga uma determinada zona para aumentar os seus conhecimentos. É alguém que tem uma curiosidade infinita e quer saber sempre mais.

A parte da curiosidade conquista-o.

– Esse sou eu!

O espírito aventureiro, que permitiu aos nossos antepassados desbravar novos mundos, infla o peito do Pedro na missão a que nos propomos esta manhã: explorar o Jardim Guerra Junqueiro, mais conhecido como Jardim da Estrela. De mapa na mão, inauguramos a aventura em frente à estátua de Pedro Álvares Cabral.

– Este navegador português descobriu em 1500 o….  – silêncio do meu interlocutor de palmo e meio.

– Um dia visitámos a sua terra natal, Belmonte. Tinha um grande museu dos descobrimentos, lembras-te? – a resposta chega então, pronta e retumbante.

 

Atento, o pequeno explorador descobriu 6 e não 5 diferenças entre o desenho e a estátua do escritor Antero de Quental

 

À porta do Jardim da Estrela

Seguimos até à entrada do Jardim, para atentar no curioso desenho que enfeita o chão: uma caravela com dois corvos. É o símbolo de Lisboa e remete para a viagem que trouxe desde Sagres o corpo de São Vicente, esse padroeiro completamente ensombrado pela popularidade do Santo António. Diz a lenda que dois pássaros negros acompanharam a embarcação e, desde então, passaram a fazer parte do brasão da cidade, como símbolo de protecção e lealdade.

Há mais de 100 anos, vivia um animal na entrada deste belo jardim. Qual seria? O Pedro precisa de ajuda para esta pergunta. E a mãe, que tem todas as respostas na mão (literalmente), diz. “Um leão, oferecido por um grande explorador de África, chamado Paiva Raposo”. Na verdade, o leão da Estrela foi tão famoso, que até deu nome a um filme.

Coitadinho – contrapõe o Pedro.

Tens razão, meu menino. Que mania têm os humanos de aprisionar animais, de os retirar dos seus habitats, de os exibir como objectos. Pobre leão que perdeu a lonjura da savana e ganhou a finitude de uma jaula.

Mas o Pedro já segue adiante, na nossa caça ao tesouro. Hoje aprendemos que aquela árvore gigante e estranha veio da Austrália e “estrangula” as outras à sua volta. Que os eléctricos que passam entre o jardim e a Basílica da Estrela já fazem este percurso desde 1914. Que ao lado da igreja fica o “jardim da burra”…

 
 

 

Este é apenas um dos 10 passeios que o jogo pedagógico Explorar Lisboa propõe às famílias, para descobrirem os segredos mais divertidos dos bairros da capital. Os mapas são complementados com um livro cheio de histórias, curiosidades e soluções, que fazem dos pais uns sabichões.

De dificuldade fácil, o percurso 8 – Jardim da Estrela foi pensado para durar cerca de uma hora mas nós levámos quase o dobro do tempo, porque o Pedro quis escrever todas as respostas com a sua melhor letra, antes de prosseguirmos para o desafio seguinte.

Aceitando as sugestões adicionais do livro, ainda visitámos a Basílica, descemos a calçada da Estrela e fomos até à Assembleia da República. Já era tempo do Pedrinho ver com os seus olhos o lugar onde 230 deputados decidem a vida dos portugueses.

Porque é que são tantos? – pergunta-me.

Ai, o debate político-institucional que essa questão daria, penso, mas abstenho-me de mais comentários.

 

Quero agradecer à equipa do Explorar Lisboa pela oferta do jogo (preço: 14,90€), que passou no teste do Pedro com nota máxima. O conceito é tão fantástico que espero que seja exportado para outras cidades muito em breve.

E, para assinalar o Dia da Criança, vamos oferecer um jogo Explorar Lisboa no dia 1 de Junho. Saibam como participar na página de Facebook d’O Berço do Mundo

Percursos propostos: 1 Belém – 2 Da Casa dos Bicos ao Castelo – 3 Chiado – 4 Da Graça a Santa Clara – 5 Do Príncipe Real à Glória – 6 Dos Restauradores ao Marquês de Pombal – 7 Do Cais do Sodré à Praça do Comércio – 8 Jardim da Estrela – 9 Do Carmo à Baixa – 10 Jardim da Gulbenkian

 

Planeie a sua próxima viagem

Faça as suas reservas através dos links parceiros. Não paga nem mais um cêntimo e para mim faz toda a diferença

  • Encontre os melhores hotéis no  Booking. É onde eu faço as minhas reservas
  • Se precisa de transporte próprio, alugue um carro com a Rentalcars 
  • Reserve os seus bilhetes para monumentos e tours, evitando filas, usando o Get your Guide 
  • Faça um seguro de viagem com a IATI (beneficia de 5% de desconto com este link).
  • Poupe em taxas bancárias, fazendo pagamentos seguros em qualquer parte do mundo com o cartão Revolut (usando este link não paga o envio do cartão)

Este post pode conter links de afiliados

2019-10-01T12:35:18+00:00

27 Comments

  1. Marta Iansen 22 Maio, 2016 em 20:12 - Responder

    São gansos na quarta foto, não? Não são bravos?
    Ah, diz ao Pequeno Explorador que no Brasil os deputados são 513 e há ainda o Senado (com nada menos que 81 senadores)………………….. Haja reticências!

    • Ruthia 22 Maio, 2016 em 20:44 - Responder

      Marta, são gansos sim. Meios bravos, mas este senhor já os deve conhecer, porque interagiu com eles com muito à vontade.
      230 deputados parece-lhe pouco? Mas somos menos de 10 milhões de habitantes, menos do que os residentes da cidade de S. Paulo…

  2. Elvira Carvalho 22 Maio, 2016 em 23:40 - Responder

    Muito interessante. Frequentei bastante o jardim da Estrela, entre 64 e 69. Trabalhava perto, vivia com uns tios em Lisboa. Depois disso só lá voltei o ano passado, num passeio de escola.
    Um abraço e uma boa semana

    • Berço do Mundo 26 Maio, 2016 em 15:44 - Responder

      Suponho que há 50 anos devia estar um pouco diferente. Já faziam feiras de artesanato aos domingos de manhã?
      Beijinho

  3. Nativos do Mundo 23 Maio, 2016 em 4:56 - Responder

    Ruthia, você havia me falado desse jogo, quando aí estivemos e eu estava curiosa com o resultado. Se tivéssemos filhos, era certo participar do sorteio! E tomara mesmo que o jogo se espalhe para outras cidades! Guimarães, talvez? 😉
    Um beijo carinhoso,
    Ana Christ

    • Ruthia 23 Maio, 2016 em 6:13 - Responder

      Tomara mesmo, Ana. Guimarães, Porto, Madrid, Paris… O Pedro ficou tão entusiasmado com o desafio, que poderia ter demorado o dia inteiro. E eu aprendi imenso sobre Lisboa.

  4. Mariazita 23 Maio, 2016 em 9:21 - Responder

    Querida Ruthia
    Gostei imenso! Fizeste-me recordar os meus tempos de recém-casada, quando ia muitas vezes "tomar ar" ao Jardim da Estrela. Minha tia/madrinha morava na Calçada da Estrela à Lapa e eu passava os dias com ela, enquanto o maridão estava no quartel, eu já com uma barrigona respeitável… 🙂
    Adiante. Acho essa iniciativa muito louvável e penso que seria muito bom que outras cidades a adoptassem.
    E agora uma "alfinetadinha"… 🙂
    Essa pergunta do Pedro acerca do número dos deputados… já a maioria de nós a fez, com a diferença de que, para além de perguntarmos "Porquê?", perguntamos, especialmente "Para quê?"…
    E com esta me vou.
    Votos de uma semana muito feliz.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

  5. ✿ chica 23 Maio, 2016 em 10:23 - Responder

    Adorei as fotos e ver o querido explorador, sempre atento, concentrado em assimilar tudo o que vê! Beleza e esse jogo deve ser legal! bjs, linda semana,chica

    • Berço do Mundo 26 Maio, 2016 em 15:45 - Responder

      Espero que mantenha esta curiosidade em relação ao mundo que o rodeia para sempre, Chica. Se não for pedir muito…

  6. Adriana LARA 23 Maio, 2016 em 12:17 - Responder

    Mas que ideia maravilhosa esse jogo! Parabéns… e caso eu obtenha minha cadeira no Legislativo municipal nestas eleições, fica a ideia para implantar aqui algo similar…. obrigada querida amiga…. pois não é que dá vontade de participar do sorteio e ficar na torcida? assim nós teríamos algumas ótimas indicações para passeios na nossa ida ano que vem…. Pai e Mãe estavam ontem em Braga.. via algumas fotos… amei… em especial por sentir que há romantismo no ar daquela localidade… o pessoal da viagem conseguiu clicar um beijinho deste querido casal… Saudades Ruthia!! beijos e abraços no pequeno (já não tão pequeno) explorador!

    • Ruthia 23 Maio, 2016 em 12:32 - Responder

      Querida Dri, terei todo o prazer de emprestar o kit do Pedro, para as vossas explorações em Lisboa. Caso contrário, visita a página no FB "I Play My City", para ver onde podes adquiri-lo, aquando a vossa chegada a Lisboa.
      Beijinhos

  7. Clara Lucia 23 Maio, 2016 em 22:13 - Responder

    Ruthia, a maior riqueza que uma pessoa possa ter vc está ofertando ao Pedro, pequeno explorador. Que riqueza maravilhosa! Que Deus o proteja muito e o faça muito feliz! E filho feliz significa pais super felizes também.
    Beijos, uma linda semana pra vcs!

    • Ruthia 24 Maio, 2016 em 1:27 - Responder

      Muito obrigada pelas suas amáveis palavras, Clara. Filho feliz significa, em absoluto, pais felizes!!!
      Beijinho

  8. Existe Sempre Um Lugar 24 Maio, 2016 em 15:51 - Responder

    Boa tarde, certamente que o Pedro explorador da sabedoria, vai ficar mais sábio com o conhecimento que lhe transmite, as fotos são excelentes.
    Resto de boa semana,
    AG

    • Ruthia 24 Maio, 2016 em 16:32 - Responder

      Exatamente isso que todos queremos, filhos mais tolerantes, mais curiosos, mais conhecedores, mais felizes.
      Abraço, AG

  9. Beatriz 26 Maio, 2016 em 16:06 - Responder

    Ah, me lembro bem desses calçamentos feitos de pedra e muita história de Portugal! Quanta saudade de tua terra, Ruthia!!!
    Foi uma bela recordação passar por aqui hoje!

    Beijos e um lindo fim de semana!

    Bia <°(((<

    • Ruthia 26 Maio, 2016 em 16:22 - Responder

      Cara Bia, é sempre um prazer "recebê-la" por aqui. Já tinha saudades.
      Quando (re)visitar Portugal, não deixe de vir ao Norte, para tomarmos um café e devorarmos uns pastéis de nata.
      Abraço

  10. Maria Teresa Valente 26 Maio, 2016 em 20:28 - Responder

    Que linda interação com Pedro, o "Pequeno Explorador", que está crescendo, aprendendo com você a história dos antepassados, mesmo que dirigida, mas muito apropriada ao desenvolvimento do jovem.
    Esse espírito aventureiro que deve ser resgatado, apesar da correria que a vida moderna nos impõe, há que se ter tempo para a contemplação e o despertar de nossos sentidos.
    Amei, Ruthia, obrigada pela maravilhosa partilha do Jogo "Explorar Lisboa"…
    Abraços carinhosos
    Maria Teresa

  11. M. 27 Maio, 2016 em 13:06 - Responder

    O Pedrinho é, sem dúvida, um explorador! E o conhecimento é viciante 🙂
    Beijinhos!

  12. Carlos da Gama 28 Maio, 2016 em 8:54 - Responder

    Olá Ruthia
    Que beleza de texto, mais uma vez! Adorei.
    Deixe-me lhe perguntar uma coisa de que ando cismado: A Ruthia é brasileira ou portuguesa? Sei que faz questão de ser uma cidadã do mundo. Mas nasceu onde?
    Parabéns, uma vez mais, pelo seu blog. E agradeço a visita que fez recentemente ao «estrada fora…»
    Abraço do Carlos da Gama
    memoriadamicha2011.blogspot.com

  13. Sara com Cafe 28 Maio, 2016 em 23:18 - Responder

    Que explorador, hien!!!

    abraço.

  14. Toninho 30 Maio, 2016 em 2:07 - Responder

    Olá Ruthia, bem interessante esta proposta do mapa e nosso pequeno explorador mandou legal.Questionamento perfeito para que tanto deputados? Imagine aqui com o dobro.
    Um especial abraço ao Explorador.
    Desejo uma semana de realizações e muita paz para voces.
    Bjs de paz amiga.

  15. AC 30 Maio, 2016 em 18:02 - Responder

    O Pedrito está a ficar com uma bagagem do tamanho do mundo, assim não lhe faltem as forças e, principalmente, à mãe. 🙂
    (Estou curiosíssimo sobre o que a Ruthia irá escrever sobre Castelo Novo e Alpedrinha. É que, como facilmente se compreenderá, tenho uma visão muito própria sobre aqueles lugares. Já agora, e para lhe aguçar a curiosidade, o meu último texto andou por lá, mas mirando do alto…) 🙂

    Uma boa semana, Ruthia :

  16. Jussara Neves Rezende 14 Junho, 2016 em 2:22 - Responder

    "Esse sou eu!" Oh, que garoto mais lindo! Amo!
    E esses percursos todos? Saudade, saudade, saudade…

  17. UMA SENHORA VIAGEM 1 Agosto, 2016 em 23:37 - Responder

    Bem que podia ter um jogo interativo desses para turistas como eu pois teria muito a aprender assim como o seu Pedrinho. Visitei a Basílica da Estrela quando estive em Lisboa.Amo Portugal.beijinhos

  18. Luciana Freitas 30 Junho, 2018 em 14:40 - Responder

    Que linda experiência. O pequeno explorador aprendeu muito sobre a história de Portugal de um jeito muito lúdico. E que bela história!

Deixe o seu comentário