Lisboa com crianças: 16 programas divertidos

Vai visitar Lisboa com as suas crianças? A capital portuguesa tem lugares e programas para agradar a todas as idades. Deixamos algumas sugestões que vão garantir gargalhadas em família

Lisboa está na moda. Mas mesmo antes de ser “descoberta” pelos turistas, era uma cidade encantadora, rica em actividades para miúdos e graúdos. Se, como eu, gosta de incluir alguns programas específicos para os seus filhos quando visita um destino ou, simplesmente, quer passar um dia diferente em Lisboa com as crianças, leia este texto até ao fim.

Vamos a Lisboa com alguma regularidade, por motivos familiares ou profissionais. Em muitas dessas ocasiões, arranjamos tempo para fazer um programa giro com o pequeno explorador. A última vez foi em Fevereiro, para participar no Instameet que a minha amiga Catarina Leonardo organiza na região de Lisboa.

Houve também tempo para ir à exposição do Harry Potter, ao Pavilhão do Conhecimento e ao Museu Nacional dos Coches, aproveitando as entradas gratuitas nos museus ao Domingo de manhã. Para além destes, há muitos outros locais para visitar e brincar em família, formas diferentes e divertidas de conhecer Lisboa e as suas redondezas. Clique nos links, para mais informação sobre preços e horários.

Estimule a imaginação dos seus filhos, afilhados, sobrinhos, primos e deixe que eles sejam:

Leia também Porto com crianças: aventuras na invicta

 

eléctrico 28 de Lisboa

1. Lisboetas no ELÉCTRICO 28

Se há clichés deliciosos, o eléctrico 28 é um deles. O “bondinho amarelo”, como dizem os amigos brasileiros, é uma imagem de marca da cidade das sete colinas. Mais do que isso, é uma forma divertida de passar por vários pontos turísticos de Lisboa sem caminhar muito. O 28 sai de Campo de Ourique (junto ao cemitério dos Prazeres) e, até chegar a Martim Moniz, passa por vários lugares interessantes: Praça Luís Camões, Sé ou Miradouro de Santa Luzia.

Sugiro fazer esse passeio de manhã cedo, para evitar filas. Nós entrámos no Jardim da Estrela e, pouco depois, o eléctrico encheu. Consulte os horários no site da Carris. #Dica: os amantes do alheio são assíduos no Eléctrico 28. Fique atento à carteira.

2. Turistas no CASTELO DE S. JORGE

Apeados junto ao miradouro de Santa Luzia, subimos para outro marco de Lisboa: o Castelo de S. Jorge. Fomos recebidos por um rei que conhecemos bem, de seu nome D. Afonso Henriques. Foi como se chegássemos a casa.

Antes mesmo de entrar na fortaleza que o primeiro rei tomou no século XII, merece a pena apreciar a paisagem de azul e mar, cortada pela nossa versão da Golden Gate, a ponte vermelha que une as duas margens sob a bênção do Cristo Redentor. Já no interior do Castelo, não deixe de subir à Torre do Tombo, onde a cidade alfacinha se desvenda, numa panorâmica de quase 360º, graças a uma câmera obscura.

 

vista do Castelo de São Jorge em Lisboa

3. Agricultores na QUINTA PEDAGÓGICA DOS OLIVAIS

O Pedro sabe que são as simpáticas vaquinhas, que tanto o fascinaram nos Açores, quem produz o leite que bebe. Mas acredito que muitas crianças citadinas precisem de maior contacto com a natureza em geral, e o mundo rural em particular. A Quinta Pedagógica dos Olivais, espaço gerido pelo município de Lisboa, pode ser um programa bem giro para famílias.

São cerca de dois hectares, com várias actividades rurais próprias de uma quinta. E, claro, vários animais para alimentar e cuidar: galinhas, patos, cisnes e pavões, codornizes, ovelhas, porcos, burros, cabras, vacas e outros que tais. Com marcação prévia, as famílias podem participar em várias oficinas (de lã, de cozinha, sobre o ciclo do pão ou a vida na quinta), todas elas gratuitas. Não há erro: é diversão garantida.

4. Fotógrafos na BAIXA DE LISBOA

Os cenários do centro de Lisboa rendem sempre fotos interessantes. Porque não passar a máquina para as mãozinhas pequenas?  Comece por subir ao topo do Arco da Rua Augusta, para apreciar a vista sobre o Terreiro do Paço, toda a Baixa Pombalina, a Sé, o Castelo e o rio.

Ali perto, apanhe o Elevador de Santa Justa, projectado por um discípulo de Gustave Eiffel no início do século XX. Se a fila for longa, pode optar por subir no Elevador da Glória e descer por este. Depois, leve as crianças a passear pelo Chiado, dar dois dedos de prosa com o Fernando Pessoa na Brasileira e, se houver energia, subir a Rua do Alecrim.

#dica1: se tiver o bilhete de 24 horas da Carris, pode usá-lo no Elevador de Santa Justa, já que tecnicamente o ascensor faz parte da rede de transportes públicos da cidade. #dica2: leve os miúdos ao Hospital das Bonecas, na Praça da Figueira.

 

leve as crianças ao Elevador de Santa Justa

 

5. Whatever they want na KIDZANIA

A KidZania é uma cidade em ponto pequeno, mas tem aeroporto, fábricas, teatro, lojas, esquadra da polícia, bombeiros e até um estádio de futebol. Sob o princípio de que que “as crianças aprendem enquanto brincam”, o parque situado no UBBO da Amadora tem mais de 60 profissões que as crianças podem experimentar. E são remuneradas pelo seu trabalho, em kidZos, a moeda oficial.

Mas, porque a vida dos adultos não devia ser só trabalhar, o parque possui também escape rooms: por exemplo, os exploradores estão na selva e possuem apenas trinta minutos para salvarem a fábrica d’O Bongo. Aos domingos algumas actividades estão abertas à participação dos pais.

6. Historiadores no MUSEU DOS COCHES

No Museu Nacional dos Coches, as crianças descobrem que nem sempre os carros tiveram vidros eléctricos, air bags e travões ABS (ainda se usa a expressão, certo?). Ali encontra coches, liteiras, caleches e acessórios correspondentes, que atravessam várias épocas da história de Portugal. Encontra também o primeiro automóvel que circulou nas estradas portuguesas, a um estonteante limite de 26 km/hora, e uma réplica da malaposta, o primeiro transporte público que ligou Lisboa e Porto.

Para além da visita tradicional, informe-se sobre outras actividades. Por exemplo, no Carnaval, foi a rainha D. Maria Ana da Áustria, esposa de D. João V, quem conduziu as crianças na visita e ainda as convidou para um casamento oitocentista.

#dica1: as famílias com mais de quatro pessoas têm um desconto de 50% nos bilhetes. #dica2: aproveite para comer um pastel de Belém polvilhado de canela, antes e depois da visita ao museu. Fica ali bem perto.

 

Museu dos coches

7. Apenas miúdos no MUSEU DA CRIANÇA

A funcionar junto do Jardim Zoológico, no Museu da Criança encontra a exposição interativa “A minha aventura pela História de Portugal”, onde as próprias crianças são protagonistas.

Ao longo de sete salas, há várias aventuras históricas emocionantes. As crianças tomam de assalto o Castelo, treinam arco e flecha para se tornarem cavaleiros, enfrentam monstros da época dos Descobrimentos, enquanto se aventuram no mar, e até ajudam na reconstrução de Lisboa, após o grande terremoto de 1755.

8. Cientistas no PAVILHÃO DO CONHECIMENTO

O Pavilhão do Conhecimento  é fabuloso. Ponto final. Este museu da ciência nascido no Pavilhão do Conhecimento dos Mares da Expo 98 acolhe uma exposição permanente empolgante para engenhocas e futuros cientistas (até o Bill Gates já visitou). As crianças podem descobrir a cozinha molecular, ser astronautas, pedalar numa bicicleta aérea ou fazer experiências de física.

As exposições temporárias não são menos divertidas. Quando estivemos lá, em Fevereiro, adorámos a exposição Circo de Experiências: colámos uma pequena amiga à língua de um sapo (em velcro) e saltitámos num chão musical. E que dizer da exposição Pum! A vida secreta dos intestinos? Sim, isso mesmo, o nosso órgão mais subestimado merece ali honras científicas, num percurso muito divertido e didáctico.

#dica: no primeiro domingo de cada mês, os cães também podem visitar o Pavilhão do Conhecimento

 

Pavilhão do Conhecimento

A exposição sobre o circo rende muitas horas de diversão.

9. Astrofísicos no PLANETÁRIO

Há mais de meio século que o Planetário (perto do mosteiro dos Jerónimos) promove a cultura científica e o interesse pela astronomia. Além de sessões temáticas para diversas idades, oferece observações astronómicas, programas Ciência Viva no Verão, noites com um astrofísico no último sábado de cada mês, para além de outros Encontros com o Cientista e actividades educativas.

Mesmo quando não há estrelas no céu, há estrelas no Planetário. Sob a cúpula de 23 metros é possível observar constelações, luas, planetas, nebulosas, galáxias e milhares de estrelas. Foi um dos lugares que o Pedro mais gostou na capital mas estivemos tão ocupados em aproveitar a sessão, que nos esquecemos de fotografar o espaço.

10. Ginastas no BOUNCE

Ainda não levei o pequeno explorador ao Bounce, mas quando ele descobrir o que lá existe, nunca mais me vai largar. Trata-se de um megaparque indoor (325 m²) com mais de 100 trampolins. Há trampolins para atletas e ginastas avançados (como os do Super Tramp), mas também zonas reservadas aos mais novos.

O miniBOUNCE foi pensado para as crianças entre os 3 e os 5 anos com um propósito claro: “Só porque não vais à escola não quer dizer que não te possas juntar à Free Jumping Revolution”. O espaço recorda a garantia da NASA de que “saltar num trampolim durante dez minutos é mais benéfico para o coração do que correr meia hora”.

Existe ainda a Flight Academy, onde se pode tirar uma espécie de brevet dos trampolins e aprender a dar mortais sem morrer. E o dodgeball – o jogo da casa – que nada mais é do que um jogo do mata nas alturas. Vejam o vídeo fantástico que a equipa do Pra Mochilar fez sobre o Bounce.

 

11. Biológos marinhos no OCEANÁRIO

Num país costeiro e com uma tradição marítima ancestral, o peixe não podia ter lugar apenas no prato. Inaugurado para a Expo 98, o Oceanário tornou-se um caso sério de sucesso: hoje, recebe mais de um milhão de visitantes por ano. O tema da feira, Os Oceanos: Um Património Para o Futuro, continua presente neste espaço que eternizou a ligação do país com o mar.

O gigante aquário com milhões de litros de água salgada tem uma série de inquilinos para conhecer com entusiasmo, entre águas temperadas, tropicais e frias, porque o planeta faz-se de diversidade. Uma das actividades mais emocionantes, para os pequenos visitantes, é dormir entre os tubarões. Leia mais sobre o espaço em Oceanário, manhã entre tubarões

12. Radicais no ADVENTURE PARK

Numa área de quatro hectares do Complexo Desportivo do Jamor, os visitantes podem circular entre as copas das árvores, numa emocionante actividade de aventura. Para além de pontes de cordas, o Adventure Park tem túneis suspensos e um slide de 200 metros.

Há circuitos adequados a diferentes idades. Por exemplo, o Circuito Pequena Floresta possui 15 actividades radicais, mas seguras, com a presença de monitores treinados para ajudar. Depois há o Mega Circuito, para jovens com mais de 1,40m: são 44 actividades que podem alcançar os 12 metros de altura. Não sendo um programa muito económico, certamente é memorável.

 

Oceanário de Lisboa

 

13. Marinheiros no HIPPOTRIP

A HIPPOtrip é uma forma divertida de unir um tour na cidade de Lisboa – ouvindo histórias e lendas anedóticas – com um passeio no Tejo. Sim porque o autocarro que também é um barco, que mergulha no rio, ao som da banda sonora de 2001, Odisseia no Espaço.

O local de partida e chegada do tour é a Doca de Santo Amaro em Alcântara, junto à Associação Naval de Lisboa, que fica por baixo da Ponte 25 de Abril, no lado esquerdo da marina onde se encontram os restaurantes. O circuito no anfíbio dura cerca de 90 minutos e passa por vários locais emblemáticos da capital, como a Torre de Belém, os Jerónimos ou o Padrão dos Descobrimentos.

14. Botânicos nos JARDINS CALOUSTE GULBENKIAN

Se visitar Lisboa com crianças vai gostar de saber que a cidade possui vários jardins e espaços verdes. Os Jardins da Fundação Calouste Gulbenkian, de influência alemã, são dos mais bonitos e têm acesso livre. O Jardim actual, frondoso e envolvente, possui mais de 230 espécies de plantas e muitos passarinhos. Ali encontra recantos tranquilos para ler e namorar, e também grandes extensões para as crianças correrem. Pode ainda desfrutar de alguns eventos artísticos, como concertos, ou actividades interessantes como garden sketching.

Mas existem várias outras alternativas para uma pausa, como sejam o Jardim da Estrela, o Parque Eduardo VII com a sua estufa fria ou o Jardim Botânico de Lisboa.

 

Há vários jardins em Lisboa para as crianças correrem

15. Alpinistas no VERTIGO CLIMBING CENTER

O maior complexo de escalada indoor de Lisboa possui uma área de 420 m2 e fica mesmo à beira rio. A parede de escalada tem 4,80 m de altura, perfeita para a modalidade do boulder, isto é, praticada em blocos de rocha com vias baixas (ou rocódromos indoor) que exigem passos de extrema força e agilidade e há sempre o colchão ou o amigo para proteger das quedas.

Vertigo destina-se a curiosos, que procuram uma nova forma de fazer desporto, iniciados ou escaladores mais experientes. Para as crianças, é um parque temático, onde podem escalar livremente num ambiente de segurança, que é garantida por colchões especiais.

16. Exploradores no MUSEU DE HISTÓRIA NATURAL

O Museu Nacional de História Natural e da Ciência fica na região do Príncipe Real, e a visita pode ser conciliada com a do Jardim Botânico. À entrada do edifício neoclássico, com um lindo chão de mármore, somos recebidos por um rinoceronte preto, que possui réplicas ao invés dos chifres verdadeiros, para evitar tentações. É que cada quilo pode render, no mercado negro, cerca de 50 mil euros.

Uma das salas mais simbólicas do museu é o laboratório químico, possivelmente, o único sobrevivente dos grandes laboratórios das universidades europeias. Um dos corredores está transformado em exposição com mais de mil espécimes: rochas, minerais, fósseis, aves da nossa fauna, mamíferos naturalizados, conchas, insectos, folhas e sementes. Como é que as crianças resistem?

 

pastéis de Belém

Dicas úteis para visitar Lisboa com crianças

Quando ir

Lisboa tem um clima óptimo, ao longo do ano. No Inverno não é tão frio como o norte do país. No Verão, não é tão quente como Paris ou Roma. Gosto particularmente de visitar a cidade na Primavera ou Outono, por causa das temperaturas amenas.

Onde ficar (hotéis kids friendly)

Muitas vezes ficamos em casa de familiares e amigos, quando visitamos Lisboa. Da última vez ficámos num apartamento do Lisbon Apartments, mas a experiência não foi muito boa. Posso recomendar o Hotel Lisboa Plaza – Lisbon Heritage Collection, com uma localização fantástica e um serviço exemplar e, no Parque das Nações, o Hotel Tivoli Oriente, com quartos familiares espaçosos.

Outro hotel kids friendly que recomendo é o Martinhal Lisbon Chiado, com serviços de baby sitting, e pequenos detalhes como aquecedores de biberões (mamadeiras), esterilizadores e outros detalhes que quem viaja com um bebé vai apreciar. O grupo possui uma unidade com piscina, na região de Cascais.

 

Planeie a sua próxima viagem

Faça as suas reservas através dos links parceiros. Não paga nem mais um cêntimo e para mim faz toda a diferença

  • Encontre os melhores hotéis no  Booking. É onde eu faço as minhas reservas
  • Se precisa de transporte próprio, alugue um carro com a Rentalcars 
  • Reserve os seus bilhetes para monumentos e tours, evitando filas, usando o Get your Guide 
  • Faça um seguro de viagem com a Iati seguros (beneficia de 5% de desconto com este link).

Este post pode conter links de afiliados

2020-06-06T19:21:40+00:00

8 Comments

  1. Mariazita 4 Junho, 2020 em 10:53 - Responder

    Os meus 16 anos já lá vão… e mesmos os meus netos mais novos (gémeos) têm 18 anos! Já sou velhinha…
    Mas as tuas dicas não são só para jovens, aí muito material excelente para adultos.
    Como podes calcular, vivendo aqui há quase 50 anos, Lisboa quase não tem segredos para mim. Mas vou aproveitar algumas das sugestões.

    Olha, querida, de novo é difícil aceder ao teu blog. Já noutra altura aconteceu, e agora está na mesma, Clicando sobre o teu ícone nos comentários acede apenas ao teu perfil onde não consta o blog. É preciso ir buscar o endereço do blog para poder aqui entrar. Não sei se poderás fazer algo no sentido de obviar esta dificuldade.

    RE – Há segredos que não se conseguem revelar a NINGUÉM, e às vezes se levam para a cova… Não é este o caso. Todos os segredos serão revelados a seu tempo…
    Quanto ao Alessandro… então um bonitão assim havia de desaparecer sem ai nem ui???
    Eu também gostava de vizinhos assim 😊 Mas aqui no meu prédio alguns nem se cumprimentam ☹

    Continuação de boa semana.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

  2. Helen Pusch 7 Junho, 2020 em 20:56 - Responder

    Adorei cada uma das sugestões de como aproveitar Lisboa com crianças!
    Porém, como não tenho filhos, li o post procurando atrações para mim mesma. E não é que gostei de tudo? Eu iria facilmente em cada uma das atrações sugeridas!

    • Ruthia 9 Junho, 2020 em 6:50 - Responder

      Eu também me divirto sempre imenso com os programas que escolho para o meu filho…

  3. Victoria Farina 8 Junho, 2020 em 1:10 - Responder

    Amei todas essas dicas de como visitar Lisboa com crianças, genial. Vi que tem muitos museus e atividades interativas e parece super divertido! Adorei a idéia do Jardim Botânico ou outros parques de Lisboa e acho que a criançada vai se divertir muito com todas essas sugestões de atrações!

    • Ruthia 9 Junho, 2020 em 6:51 - Responder

      As crianças nunca aprenderão a gostar de museus se não os conhecerem. E estes estão cada vez mais interessantes e interativos.

  4. Luciane 9 Junho, 2020 em 10:57 - Responder

    Nossa não sabia que tinha tanta atividade em Lisboa para crianças, confesso que a maioria até eu quero conhecer. Adorei as dicas e me surpreendi com varias delas.

  5. Diego Cabraitz Arena 9 Junho, 2020 em 19:36 - Responder

    Que dicas maravilhosas de dicas para visitar em Lisboa com crianças. Eu fiquei louco para conhecer o pavilhao do conhecimento, imagina a criançada! Adorei

  6. Maria C 10 Junho, 2020 em 2:08 - Responder

    Essas dicas do que fazer com criança em Lisboa estão demais! Inclusive, mesmo sendo adulta (com alma de criança, talvez?) me encaixaria em todas elas! Haha! Beijos!

Deixe o seu comentário

Subscreva a Newsletter 

Receba por email conteúdo, novidades exclusivas e muita inspiração para viajar a solo e em família (em português)

Fechar (X)

*Não envio spam