Atualizado em 6 Outubro, 2022

Há cada mais museus divertidos e interactivos em Portugal, ideais para as crianças. Eis alguns dos espaços museológicos que merecem uma visita em família, um pouco por todo o país

Museu é lugar de criança, sim! Como mãe, não quero que o pequeno explorador cresça a achar que os museus são lugares chatos e bafientos. Por isso, sempre o levei comigo, com conta em medida, para apreciar os grandes mestres. Recorde Uma hora e uns trocados para conhecer o Prado.

Claro que arrastar os miúdos para uma exposição interminável será contraproducente. Mas um roteiro museológico não tem de ser aborrecido, muito pelo contrário. A palavra museu não cheira a mofo, pelo menos nos tempos que correm. Os espaços museológicos estão cada mais interactivos e muitos contam com serviços educativos que organizam programas especiais para as famílias.

Fomos à procura dos melhores museus para crianças em Lisboa, no Porto, e noutros pontos de Portugal e contamos tudo neste artigo. Há opções com história e arte contemporânea, máquinas e carros antigos, brincadeiras e experiências para sujar as mãos e desafiar a imaginação.  

Aí estão os melhores museus para crianças em Portugal, de acordo com as nossas deambulações (cliquem nos links para informações de horários e preços), excelente ponto de partida para organizar um programa diferente em família.

baleia do Museu de Ciências de Coimbra
A baleia do Museu de Ciências da Universidade de Coimbra.

Melhores museus para crianças em Lisboa

Museu Arqueológico do Carmo (Carmo)

O edifício do Museu Arqueológico do Carmo é, já de si, assombroso, pois nasceu das ruínas do convento provocadas pelo terramoto que arrasou Lisboa em 1755 (óptima oportunidade para os miúdos aprenderem um pouco sobre esse grande evento histórico, que alterou toda a capital). Entre grandes achados da colecção – peças históricas e artísticas, da pré-história à época contemporânea – listam-se duas múmias peruanas e uma egípcia que vão prender a atenção das crianças. Pelo menos o meu filho passou um longo tempo a olhar para elas. Veja imagem de uma delas no nosso Instagram.

Site do Museu Arqueológico do Carmo

Museu Nacional dos Coches (Belém)

Esta colecção única no mundo passou para um novo edifício em Belém em 2015, a poucos metros do antigo Picadeiro Real, a primeira morada dos coches. Os miúdos vão adorar descobrir que havia um tempo em que se circulava sem cinto de segurança ou conhecer o primeiro automóvel que chegou a Portugal. O museu tem ecrãs interactivos e outros tradicionais, duas grandes projecções, uma app (iOs e Android) que permite ver o interior das viaturas e revela muitas curiosidades, para além de actividades regulares para os miúdos, que podem brincar aos príncipes e às princesas no espaço.

Site do Museu Nacional dos Coches

Museu dos coches

Museu da Farmácia (Chiado/Cais do Sodré)

Que tal conhecer uma farmácia portátil de 1800 que pertenceu aos czares russos, que era transportada por cavalos e fazia parte da bagagem das suas viagens? Ou saber que a Pedra de Goa, usada pelos jesuítas no século XVII para mordeduras de serpente, incluía raspas de corno? Para além de ver réplicas de farmácias de outros tempos (incluindo uma chinesa) ou o moderno kit de medicamentos de uma estação espacial, o espaço permite conhecer um pouco da história da saúde.

Site do Museu da Farmácia

Museu de História Natural e Ciência (Príncipe Real e Belém)

De um laboratório do século XIX podemos saltar para o planetário ou conhecer os dinossauros que viviam na Península Ibérica. O Jardim botânico e o Jardim botânico tropical (7 hectares em Belém) permitem aos miúdos explorar o mundo vegetal. Infelizmente, o borboletário está encerrado neste momento, mas há ateliers, visitas guiadas, às vezes com teatro à mistura, e muitas outras actividades para fazer em família, para além do programa “férias no museu”.

Site do Museu Nacional da História Natural e Ciência

Museu do Dinheiro (baixa de Lisboa)

Na antiga Igreja de São Julião, espaço depois ocupado pelo Banco de Portugal, nasceu um museu onde se pode tocar numa barra de ouro de 12 kg, cunhar uma moeda com a nossa imagem ou entrar numa caixa-forte que parece saída de uma história do tio Patinhas. O moderno Museu do Dinheiro está organizado em nove núcleos temáticos e traz uma nova visão sobre a História do “vil metal”. Todos os meses se organiza ali duas “Oficinas Pais e Filhos”, com temas diversos, mas sempre tendo o dinheiro como ponto de partida. De piratas a grandes figuras históricas, há muito que o dinheiro nos pode contar. Tudo isto com entrada gratuita.

Site do Museu do Dinheiro

Leia também Lisboa com crianças: 16 programas divertidos

Melhores museus para crianças no Porto

World of Discoveries (Miragaia)

Neste museu dinâmico, perto da Alfândega do Porto e que mais parece um parque temático, reconstrói-se a “fantástica odisseia dos navegadores portugueses, que cruzaram oceanos à descoberta de um mundo desconhecido”. A história ganha vida neste espaço com 20 grandes áreas temáticas, entre naus, especiarias e guias vestidos à época (foto de entrada). Uma forma divertida de aprender sobre a época dourada dos Descobrimentos.  

Site do World of Discoveries

Serralves (Boavista)

Serralves não é (só) sinónimo de arte contemporânea, é também um clássico no que toca a museus e um espaço maravilhoso para as famílias. A Fundação tem uma programação regular pensada para os mais pequenos. Por exemplo, ao domingo é habitual organizar oficinas criativas ligadas à arte e à natureza, no museu e no parque. Depois, existem programas especiais para as férias escolares, sem esquecer o mega-evento Serralves em Festa.

Site da Fundação de Serralves

jardins de Serralves
Pequenos exploradores nos jardins de Serralves.

Museu do Carro Eléctrico (Miragaia)

Sabem aquela paixão que muitos miúdos têm por máquinas, motores e tudo o que é meio de transporte? Bom, se tem um destes em casa, porque não o levar Museu do Carro Eléctrico e contar-lhe a história dos carris em Portugal. Neste espaço, bastante amplo (e um pouco frio no Inverno), encontra vários exemplares, desde o tempo em que os vagões eram puxados por cavalos, no século XIX. Para os verdadeiros entusiastas, até é possível organizar uma festa de aniversário a bordo de um eléctrico histórico. É giro ou não é?

Site do Museu do carro eléctrico

Museu do Futebol Clube do Porto (Antas)

Para os fãs de futebol de palmo e meio, ou simplesmente para os adeptos do clube, a visita ao Museu do Futebol Clube do Porto pode ser bem gira. A estrela dominante da constelação Alfa Draconis, Thuban ou, simplesmente, Dragão inspira e simboliza este museu, onde se pode conhecer a história do FCP e ver os troféus conquistados pelos azuis e brancos. Ao fim-de-semana, é habitual existirem oficinas ligadas à música, como a Música com Dragõezinhos, e outros eventos pontuais para celebrar datas festivas.

Site do Museu do F.C. Porto

Museu das Marionetas (Rua do Belomonte)

Apesar de pequeno, o Museu das Marionetas do Porto permite aos miúdos dar asas à imaginação. Mais que verem de perto as marionetas, adereços e outros objectos utilizados nos espectáculos do Teatro de Marionetas do Porto – que conta com várias peças para o público infanto-juventil -, os miúdos podem mexer e criar as suas próprias histórias. Um espaço de autor centrado na obra de João Paulo Seara Cardoso (1956-2010), encenador e director artístico do TMP, singelo e com um valor de bilhete simbólico.

Site do Museu das Marionetas

Museu das Marionetas no Porto

Leia também No Porto com crianças, aventura na invicta

Outros museus, pelo país

Museu do Brinquedo Português (Ponte de Lima)

Há vários museus dedicado aos brinquedos/”dura tarefa de brincar” em Portugal, nomeadamente Seia, Lisboa ou Vagos (museu do Brincar), mas o de Ponte de Lima é o único que conhecemos. Este espaço museológico é especialmente dedicado aos brinquedos que eram fabricados no nosso país, muitos deles imitando os estrangeiros, permitindo ver a sua evolução através dos tempos. Ali encontra guizos de folha de flandres, baldes de praia em madeira, bonecas de pasta de papel, carros a pedais… impossível os adultos não reviverem um pouco das suas infâncias. Ah, e a pista de comboios em miniatura é um charme. 

Site do Museu do Brinquedo Português

Museu do Pão (Seia)

Situado em Seia, o Museu do Pão é um dos maiores do mundo dedicados ao pão e paragem obrigatória para quem visita a região desde 2002. As crianças deverão achar particular piada ao Maravilhoso Mundo dos Hérmios (tribo de gnomos que habita os montes Hermínios), onde lenda e história se cruzam. No final, podem amassar o seu próprio pão, para levarem para casa. Antes da despedida, vão adorar o carrossel, encomendado ao mesmo construtor que fez o carrossel da Torre Eiffel. Uma linda homenagem às memórias de infância.

Site do Museu do Pão

Museu PO.RO.S (Condeixa-a-Nova)

O museu PO.RO.S, em terras de Sicó, é o mais fantástico espaço dedicado ao período romano do país e um dos programas que recomendamos no artigo Coimbra com crianças: dicas e passeios. Um museu super giro, interactivo, que nos transporta milhares de anos até ao período em que a civilização romana moldou a história de toda a Europa. Julgo que será mais interessante quando os miúdos começaram a estudar este período histórico na escola. O portal que simula uma viagem no tempo foi, talvez, a parte preferida do meu filho.

Site do Museu PO.RO.S

Museu da Cerâmica (Caldas da Rainha)

A quinta de um antigo visconde acolhe hoje este Museu, que pretende dar a conhecer um pouco da cerâmica portuguesa e dos principais ceramistas, com destaque para Rafael Bordalo Pinheiro, o pai do “Zé povinho”. Além de aprenderem sobre esta arte milenar, as crianças podem participar em vários ateliers. Será, certamente, uma manhã ou tarde bem diferente.

Página de Facebook do Museu da Cerâmica

Museu de Ciências (Universidade de Coimbra)

No mais antigo núcleo museológico português de história natural e instrumentos científicos, os miúdos podem explorar os “Segredos da Matéria e da Luz” ou arregalar os olhos perante os espécimes empalhados da galeria de História Natural. O esqueleto de baleia é sempre um dos pontos altos da visita.

Site do Museu de Ciências

WOW (Gaia)

Pode parecer estranho colocar o WOW – World of Wine neste artigo sobre melhores museus para crianças em Portugal. Na verdade, o quarteirão inclui sete espaços museológicos, alguns dos quais muito interessantes para se visitar com os miúdos. É o caso do próprio museu do vinho (The Wine Experience), mas também o museu do chocolate ou o Pink Palace, onde toda a família se vai divertir na piscina de bolas e nos cenários inspirados nos vinhos rosé. No caso das crianças, a degustação de vinhos é substituída por um granizado cor de rosa.

Site do WOW

O Pink Palace é o mais recente museu do WOW

Outras dicas para aproveitar os museus em família

Serviços educativos

Para além dos museus aqui listados, muitos outros espaços museológicos desenvolvem actividades interessantes para os mais novos, permitindo-lhes explorar as colecções de uma forma lúdica, aprendendo, desta forma, a gostar de museus.

Por exemplo, o Museu Alberto Sampaio, em Guimarães (de arte sacra), organiza muitas vezes horas do conto ou espectáculos de marionetas com temas históricos. O Museu Nacional de Arqueologia em Lisboa promove, com regularidade, visitas guiadas com interrupções dramatúrgicas; o Museu do Oriente organiza oficinas para crianças e até festas de aniversário temáticas.

Entrada gratuita em museus

As crianças até aos 12 anos têm entrada gratuita na maioria dos museus em Portugal, sobretudo nos que estão sob a alçada da Direcção Geral do Património Cultural (noutros casos, pagam metade entre os 6 e os 12 anos). Para além disso, muitos museus e monumentos têm entrada gratuita aos domingos e feriados ou, noutros casos, apenas no primeiro domingo de cada mês. Consulte o site do(s) museu(s) que pretende visitar, para saber se e como pode beneficiar da entrada livre.

No Museu do Carro Eléctrico do Porto.

Conhece outros museus fantásticos para levar as crianças em Portugal? Acrescente nos comentários os seus espaços museológicos preferidos.

Conteúdo selecionado para a campanha sobre atividades de verão com os miúdos publicada no blog da editora educativa Twinkl.

Saiba também que este post faz parte do projecto colectivo “8on8”, que une várias viajantes sob um tema comum, no dia 8 de cada mês. Em Junho comemoramos a #museumweek com os seguintes artigos: