Hoje perdemo-nos em recordações: memórias de lugares e pessoas, sabores, aventuras, as viagens de 2018. São ecos já débeis de um ano maravilhoso que se despede…

Este é o meu último texto do ano, quando as luzes chegam, de mansinho, para iluminar um novo capítulo. Sabiamente, Mário Quintana exaltou o “belo truque do calendário” que, em cada novo ano, dá-nos a sensação de recomeço. Parece que a vida nos oferece 365 novas páginas em branco.

Ainda que seja uma mera ilusão – porque a nossa gigantesca bagagem pessoal, profissional e familiar não desaparece à meia-noite do dia 31 de Dezembro – sabe muito bem sonhar todas as possibilidades que um novo capítulo representa. Mas antes de mergulhar de cabeça em novos planos, lancemos um último olhar sobre o passado próximo…

Resumir 365 dias em meia dúzia de linhas e algumas imagens não é fácil. O lado bom é que nos permite saborear novamente os lugares. Aí estão, como já é tradição, os postais das nossas aventuras de 2018.

 

visitar Paris

 

Como já vem sendo tradição, começámos o ano em Angola, aproveitando para conhecer alguns lugares perto da capital, como o cemitério dos navios na Praia de Sarico.

Em Fevereiro fizemos uma série especial sobre a “antiga, mui nobre, sempre leal e invicta” cidade do Porto, com roteiro, dicas de programas grátis, experiências gastronómicas e um post exclusivamente dedicado às crianças. Aliás, tivemos oportunidade de explorar outras cidades do Minho (como Braga) e do Alto Minho, no início do ano.

Em Maio levámos dois pré-adolescentes à Disney Paris, o que motivou um post com todas as dicas para aproveitar o melhor da experiência. Dali seguimos para um roteiro de 2 dias em Paris. A série de posts incluiu os segredos do Panteão e os lugares de reflexão sobre a Revolução Francesa.

 

visitar a Áustria

 

No Verão fomos explorar a Áustria. A elegância de Viena e a inspiração do Danúbio no vale de Wachau motivaram vários posts. Entendemos porque Strauss compôs a famosa valsa e porque esta é a capital mundial da música.

Aproveitando que a capital eslovaca fica muito próxima, demos um pulinho a Bratislava. Esta cidadezinha simpática conquistou-nos com a sua simplicidade. Ali experimentámos, pela primeira vez, um passeio de segway.

De regresso a Portugal, fomos conhecer melhor a região centro: o Budha Garden, o monumental mosteiro da Batalha, o Dino Parque da Lourinhã, as grutas de Mira de Aire e a vila medieval de Óbidos.

Em Outubro, tivemos um fim-de-semana prolongado na Bélgica (Bruxelas e Ghent). Infelizmente, ainda não tive tempo para escrever sobre o assunto. Fica prometido para breve. É que, na recta final do ano, O Berço mudou de casa e de aspecto, o que me consumiu uma enormidade de tempo e energia (e o trabalho de back office está longe de terminar). Gostaram do resultado?

 

visitar Bratislava

visitar o centro de Portugal

 

O Berço do Mundo em 2018

– 47 posts

– 4.253 seguidores no Facebook, 4.120 no Twitter e 3.800 no Instagram

– Chegámos ao Pinterest este ano. Já nos seguem por lá?

– Países com maior nº de acessos ao blog: Portugal, Brasil, EUA, Alemanha e Rússia (continuo sem perceber este fenómeno)

– Post mais lido do ano:  Porto sem gastar um tostão

Planeie a sua próxima viagem

Faça as suas reservas através dos links parceiros. Não paga nem mais um cêntimo e para mim faz toda a diferença

  • Encontre os melhores hotéis no  Booking. É onde eu faço as minhas reservas
  • Se precisa de transporte próprio, alugue um carro com a Rentalcars 
  • Reserve os seus bilhetes para monumentos e tours, evitando filas, usando o Get your Guide 
  • Faça um seguro de viagem com a Iati seguros (beneficia de 5% de desconto com este link).

Este post pode conter links de afiliados